21 de ago de 2015

[Resenha] ASTAFIX - "Internal Saboteur" (2015)


Fazer a resenha deste álbum não foi muito fácil por vários motivos: Ele é foda demais, beira a perfeição, tem dois grandes amigos e conterrâneos na banda e tenho medo de não conseguir expressar exatamente o que estou ouvindo, pois torna ainda mais especial, além da emoção de ouvir alguns dos últimos registros do meu saudoso amigo PAULO SCHROEBER. Mesmo assim, me vejo na "obrigação" e numa necessidade de faze-lo.

O ASTAFIX é uma banda paulistana, formado pelo grande e conhecido WALLY na guitarra e vocal, assessorado pelo talentoso AIKA no baixo e os mencionados conterrâneos e amigos CÁSSIO VIANNA na guitarra e THIAGO CAURIO na bateria que, não por esse motivo, os considero dois dentre os melhores músicos brasileiros, sem exageros.

Além dos talentos musicais inseridos neste play, ainda temos na produção do álbum o reconhecido BRENDAN DUFFEY, um dos melhores do ramo. E com se já não bastasse, para completar a constelação, temos a belíssima artwork de MARCELO VASCO e booklet de mais um conterrâneo, MARCUS LORENZET (que é responsável, dentre outras obras, pelo nosso logo).

Outro detalhe muito importante, e muito bacana também, é que foram aproveitados os takes de guitarras bases de PAULO SCHROEBER nas faixas 1,2,3,7 e 11, nesta última ainda podemos ouvir um de seus incríveis solos. Músicas essas que ele inclusive assina a composição junto WALLY e DUFFEY.

As palavras de ordem neste trabalho é o peso (absurdo), timbres perfeitos e riffs melancólicos. E falando nas músicas, todas são muito boas, mas meus destaques vão para "The Scourge", que começa com muita velocidade e pregação de fogo, pra depois alternar entre levadas onde fica difícil não sacudir a cabeleira (no meu caso). Apesar do vocal agressivo e gutural, WALLY consegue imprimir muita melodia em suas linhas, - lembrando um pouco o que Max (Cavalera) fazia nos tempos antigos. Aos 1:20min da música temos uma grande passagem de CÁSSIO VIANNA seguido de um peso absurdo, quase o final dos tempos. Que sonzeira!!

"Blood Sun", essa é uma das minhas favoritas. Ela já começa com um riff arrastado e pesadíssimo, lembrando alguma coisa de FIGHT. Mas o que eu mais gosto nela é uma harmonização aos 1:57min, que é bem a cara do PAULO, lembrado os tempos de FEAR RITUAL. Chega a ser lindo!

THIAGO e sua bateria pesada e grave faz a frente na sabbathica "Bad Blood". Aqui, IOMMI ficaria orgulhoso de seu legado. É uma música arrastada e recheada de riffs monstruosos, uma das melhores.

Este adesivo bacana vem junto com o CD
E o que são os riffs e harmonizações de "Desfigured Conscience"? Os trabalhos de guitarras são excepcionais nesta faixa, com muitas mudanças de levadas e climas.

"Ghosts" é mais melódica e melancólica, com incríveis harmonizações, onde as guitarras aparecem novamente abusando de acordes e riffs fantásticos. É uma música diferente, aliás, o ASTAFIX é uma banda que não se prende muito a um rótulo. Você vê o thrash em sua essência, mas tem muita coisa do death, do modern e até do stone. Surpreende a cada faixa.

Em "Internal Saboteur" vemos a influência de SEPULTURA na introdução de baixo e bateria, onde AIKA e THIAGO detonam em um tema tribal muito legal. Depois a faixa evolui para momentos de agressividade e melancolia.

Prepare-se para bater cabeça, pois "Unknown" vai te fazer mexer o pescoço. A música é um arregaço! Mas o ponto alto mesmo é o solo de PAULO SCHROEBER, que pra variar, é genial. Tu vê de cara seu estilo inconfundível sobressaindo a todo o resto do que tu ouviu até agora.

Para fechar o álbum temos a fodástica "Traitor". um som que começa com uma sombria guitarra clean e efeitos sonoros arrepiantes. Quando você já está no canto da sua sala agarrando os seus joelhos a coisa ainda tende a "piorar", quando a banda entra de assalto com um monstruoso e pesadíssimo riff quase botando a baixo as estruturas. E fim.



Se esse trabalho do ASTAFIX não entrar nas listas dos grandes lançamentos do ano eu ficarei realmente desapontado. O nível deste trabalho é de primeiro mundo e merece estar cravado na história do som pesado brasuca. Na minha já está. Recomendadíssimo ao extremo!

NOTA - 10
==============================
ASTAFIX - "Internal Saboteur" (2015)
Tracklist
01. Karma Kill
02. The Scourge
03. Blood Sun
04. Doomsday Device
05. Bad Blood
06. Disfigured Conscience
07. Ghosts
08. Internal Saboteur
09. Say No!
10. Help Us All
11. Unknown
12. The Dome
13 . Traitor

Line-up
Wally - vocal, guitarra
Cássio Vianna - guitarra
Paulo Schroeber - guitarra
Aika - baixo
Thiago Caurio - bateria


Links Relacionados
WEBSITE
FACEBOOK
Cortesia
METAL MEDIA

==========================
(Editor / Redator / Músico)