20 de ago de 2015

[Resenha] ESDRAS - "Mais Próximo do Fim" EP (2014)

(Editor / Redator / Músico)
----------------------------


Oriundo de Sorocaba/SP, o ESDRAS lançou o EP intitulado "Mais Próximo do Fim". O trabalho traz 6 faixas com um metal core muito bem trabalhado e produzido, com execução impecável e letras curtas, ásperas e contundentes, muitas vezes criticando a nossa "linda" política, religão e vida social.
Pesado e preciso, o instrumental é impecável, e tudo fica ainda mais limpo com a ajuda de uma excelente produção sonora a cargo Tiago Hospede, que fez um trabalho incrível de masterização, que apesar da sonoridade grave e baixa, tudo é perfeitamente audível, realmente um trabalho de primeiro mundo.
A formação do EP conta com os vocais "berrados" de Rafael Moraes, que imprime agressividade e melodia na dose certa, transpassando muitas vezes uma agonia e um apelo condizente com o que a maioria das letras propõem, como se colocasse o dedo no meio da sua cara em muitos momentos.
A dupla de guitarras, formada por Rafael Kenji e Tiago Valsechi, constroem riffs e climas realmente envolventes e empolgantes, momentos com dobradinhas e harmonias são o ponto alto de todo o trabalho. Isso somado ao peso estrondoso do baixo de Cádio Michelsen, presente em todos o momentos, principalmente nas harmonias, destacando-se no momento certo. E pra completar a cozinha, temos o rolo compressor de Conrado Campos, que impressiona nos trabalhos de bumbos, onde acompanha as quebradeiras das guitarras com precisão cirúrgica.

Todas as faixas seguem uma mesma linha de raciocínio musical, velocidade alternado com momentos cadenciados, tribais e muita quebradeira, tanto que você quase nem percebe a mudança de faixa. Porém, obviamente, cada uma tem suas particularidades. Minhas favoritas são:
"Snake", faixa que abre o EP de forma brutal, com uma "pregação de fogo" ao máximo! De cara você já percebe a proposta da banda e leva uma tijolada no peito, ainda mais se estiver desavisado e ligar o aparelho de som no volume 20 de 30 sem perceber (hehehe)
A segunda faixa, que quase se confunde com a primeira, é ótima! Ela se chama "Chuva de Fogo", praticamente o "hit" no trabalho. Ela possui uma letra bem forte, curta e direta, quase uma convocação, como na frase "A resistência é a saída! A chuva de fogo purificará!". Os riffs e levadas são fenomenais e empolgantes, uma sonzeira.
"Maria da Penha" e "Pote de Ouro" são fortes. A primeira fala dos covardes que gostam de bater em mulheres. A banda desafia: "Covarde de merda, quero ver me encarar!". Já a segunda é uma crítica contundente à algumas religiões por aí que insistem em enganar a fé do povo. Tudo isso em meio a instrumentais destruidores.



"Mais Próximo do Fim" é, como diríamos aqui no sul, "curto e grosso!", Uma porrada na orelha atrás da outra sem muito descanso para se recompor. Para quem gosta de muito peso, boas harmonias e um vocal agressivo e "berrado", esse é um prato cheio. Recomendo!

===========================
ESDRAS - "Mais Próximo do Fim" EP (2015)
Tracklist
01. Snake
02. Chuva de Fogo
03. Espinhos
04. Interlude
05. Maria da Penha
06. Pote de Ouro

Line-up
Rafael Moraes - vocal
Rafael Kenji - guitarra
Tiago Valsechi - guitarra
Cádio Michelsen - baixo
Conrado Campos - bateria


Cortesia  Som do Darma

Links
https://www.facebook.com/esdrasmetal?fref=ts
https://soundcloud.com/bandaesdras