10 de set de 2015

[Resenha] LOTHLÖRYEN - "Principles of a Past Tomorrow" (2015)

(Editor / Redator / Músico)
----------------------------


Os mineiros do LOTHLÖRYEN lançaram neste ano o seu quarto álbum oficial, o surpreendente e audacioso "Principles of a Past Tomorrow", produzido por Leko Soares e Tim Alan, respectivos guitarristas do grupo. Já a mixagem, contou com os ouvidos de Thiago Okamura. De cara, o que chama a atenção é a incrível arte da capa, onde a banda deixou de lado as usuais manipulações visuais com imagens pré-prontas e traz uma pintura totalmente original e manual, trabalho excepcional do artista Gio Guimarães, que sintetizou todo o complexo conceito do álbum em uma imagem.
A evolução sonora do grupo é evidente, desde a timbragem do álbum quanto na técnica individual e também na riqueza dos elementos que compõem as canções, onde vemos instrumentos acústicos interagindo com sintetizadores e muitos teclados bem encaixados.
As músicas são recheadas de detalhes e a história é intrincada, tive de ouvir várias e várias vezes, e acada audições coisas novas surgiam. Realmente é um trabalho bem complexo.

Destaques: As influências folk rock renascentista aparece de cara na belíssima " ...a Journey Begins" que faz as honras introdutórias para a porrada seguinte, "Heretic Chant". uma música que mescla o peso das guitarras com uma excepcional harmonia orquestrada, além de um grande arranjo de vocais, principalmente no refrão, onde temos praticamente um coral em contraponto.
Quase sem dar descanso a mente, temos "God is Many", uma música complexa que começa com muita influência rock progressivo, com direito a um teclado ao estilo Hammond, para logo depois alterar entre a calmaria mais acústica e o peso. As mudanças de levadas é constante e os riffs de guitarras monstruosos.
Na mesma linha, temos "Time Will Tell", com ótimos riffs e muitas mudanças de ritmos. Mas o que chama a atenção aqui, novamente, é o arranjo vocal, poderoso e forte, com um refrão muito marcante. Uma das melhores do álbum com certeza.
A dupla de guitarras, Leko Soares e Tim Alan, estão afiadíssimos, solos incríveis e riffs de tirar o chapéu. Prova disso é "Manipulative Waves", talvez a música mais marcante e mística do álbum, que começa já com um coro em fade in espetacular. Vai ser "aquela" do show, onde a banda poderá interagir com o publico que, com certeza, irá cantar em uníssono. Consigo até visualizar esse momento mágico.
A introdução de "The Quest is On" nos remete a "My God" do JETHRO TULL (é praticamente igual), mas logo depois a música evolui para uma sonzeira só, com muitos detalhes e elementos. Aí entra em cena um 7º elemento do grupo, a participação do talentoso Chrystian Dozza, responsável pela parte acústica de todo o álbum. Um belíssimo trabalho, diga-se.




"Principles of a Past Tomorrow" com certeza é uma espécie de divisor de águas na carreira do grupo, onde temos as referências do que a banda vinha fazendo até então com a adição de novos elementos. Tudo soa mais moderno e bem pensado. O LOTHLÖRYEN parece ter alcançado finalmente a tão sonhada identidade própria e a maturidade musical almejada por muita bandas. Daqui pra frente, é só lucro. Um baita trabalho! Recomendadíssimo!!

==============================
LOTHLÖRYEN - "Principles of a Past Tomorrow" (2015) 
Tracklist
01 - ...a Journey Begins
02 - Heretic Chant
03 - God is Many
04 - Time Will Tell
05 - Manipulative Waves
06 - Night is Calling
07 - And Dowland Plays
08 - The Convict
09 - The Quest is On
10 - Who Made the Maker?
11 - The Law and the Insider
12 - Wavery Times

Line-up
Daniel Felipe - voz
Leko Soares - guitarra e voz 
Tim Alan - guitarra 
Leo Godde - tecladcos
Marcelo Godde - baixo
Marcelo Benelli - bateria

Cortesia: Metal Media


Links:
www.lothloryen.com
www.facebook.com/lothloryenofficial
www.metalmedia.com.br/lothloryen