16 de fev de 2017

THE WASTED: Banda comenta sobre a temática de seu debut


Com o título de ‘Rotten Society’ (‘Sociedade Podre’), o debut álbum do THE WASTED é o rosto de nossa sociedade contemporânea. Com músicas que levam títulos como ‘Genocide’, ‘Preachers of Hate’ e ‘Hate Mankind Hate’, o grupo tem muito a dizer e nos conta um pouco do conceito e da inspiração das letras do álbum:
“Na verdade não chegamos a definir um tema para dar homogeneidade às letras, tanto é que só decidimos o título do álbum no final do processo. Porém, aconteceu certa conexão, pois todos acabaram escrevendo sobre algo que vêem como negativo na sociedade. Todas as faixas, exceto Rational que é mais introspectiva, falam de algo que achamos ruim. Everything is under control, por exemplo, é destinada aos governantes, foi inspirada por um momento específico mas escrita com sentido genérico. Heritage não fala de nada político, é mais sobre fardos difíceis de se carregar, e cada um pode entender como achar melhor.” – Lina Kruze, guitarrista.
NETO SLVER, vocalista e baixista, completa: 
“Creio que o nome do CD acabou se encaixando perfeitamente com as críticas feitas nas letras das faixas, que em boa parte relatam problemas do nosso cotidiano social, algumas críticas fortes a políticos e governantes como em Preachers of Hate e Genocide, tanto quanto a alienação e lavagem cerebral feita pelos meios de comunicação."
Com temas assim e música pesadíssima, o casamente é certeiro. Para conhecer um pouco do THE WASTED, o primeiro single, ‘Hate Mankind Hate’, está disponível:


‘Rotten Society’ conta com oito faixas e foi gravado no estúdio Surto, produzido por Rodrigo Mariano, baterista da banda. A arte da capa ficou a cargo de PABLO FERRAREZZI. O trabalho em formato físico, assim como todo o material oficial do talentoso grupo, pode ser comprado diretamente pelo e-mail: weare@thewasted.com.br

Contato: weare@thewasted.com.br

Sites relacionados:
Assessoria


================
   photo ROCKPEDIA.jpg