22 de abr de 2017

[Resenha] OMNISIGHT - "The Power of One" Ep (2017)


Trago a vocês agora, uma banda de prog metal de Vancouver, Canadá, que me chamou muito a atenção. trata-se de OMNISIGHT, que está lançando seu mais recente trabalho, o EP "Power of One".

O trabalho traz 5 com composições de extremo bom gosto e muito bem trabalhadas e produzidas. Mas uma coisa que me fez ligar o botão de "opa!!", foi o fato de o vocalista ser também o guitarrista solo - na maioria das vezes - e  tocar fodasticamente bem! Na verdade, muitas bandas aqui no Brasil, de prog metal, tem esta mesma configuração e parece estar se tornando uma máxima no estilo, talvez até como economia de "incomodação" (risos).

Conheci a banda através do videoclipe destacado mais abaixo e depois pesquisei outros sons. A banda é realmente muito boa, com performances incríveis ao vivo. O mais legal é que não é enjoativo, já que o vocal de RAJ KRISHNA não é daqueles agudos exagerados, na verdade, o registro dele é médio grave, mas com um bom alcance, e ele consegue explorar muito bem isso. O seus solos são muito técnicos e sentimentais, com um bom gosto que nos saltam aos ouvidos. Não só RAJ, mas a banda toda forma um time de ótimos músicos e com técnicas apuradas. 

O EP abre com a poderosa "Shift The Paradigm" que, como já citei, foi pela qual conheci a banda e prefiro que você vejam o vídeo e tenha uma ideia do que vou falar.

"Resistence" vem logo em seguida quebrando tudo, com um peso extra em seu riff inicial para depois entrar uma levada arrastada e quebrada, com ótimas linhas de bateria. Me lembrou um grande medalhão do estilo, o FATES WARNING - aliás, acredito ser uma das principais influências do grupo.

Depois vem "Seven Sister" e seu tom mais atmosférico, com harmonias mais intimistas e variações de levadas. Há aqui uma leve influência de bandas de new metal no refrão, porém, isso se desfaz aos 2:20min, onde a "quebradeira" toma conta e a banda mostra a que veio. E cara... que solo!!



Eu disse "quebradeira"? Acho que não tinha escutado "Fall Of The Empire" ainda. São 7 minutos instrumentais do mais puro prog metal, com variações de levadas e climas, mas tudo dentro do bom gosto. Os trabalhos de guitarras são um show a parte. Sonzeira!!

A última e mais longa do álbum, tem 7:12mins - até nem tão longa para os padrões do estilo - "The Power of One" começa calma, com um belo solo. Depois a banda entra pesada e botando tudo a baixo. Ela é bacana, porém é menos atraente do trabalho, mesmo assim, com seus momentos fabulosos.

Muito legal quando vem material como esse pra mim, de lugares fora dos "grandes centros" da música, - US, UK e DE -, no caso, do Canadá, terra de um dos maiores nomes do rock progressivo (Rush). Por isso, quero compartilhar com vocês esse belo achado, cortesia dos parceiros do Asher Media. Baita banda! Recomendadíssimo!!
NE: Se puder, ouça o trabalho anterior, "Path" (2012), que é muito bom!! Está disponível AQUI

NOTA - 9,0
===========================
OMNISIGHT - "The Power of One" Ep (2017)
tracklist
01 Shift The Paradigm
02 Resistance
03 Seven Sisters
04 Fall Of The Empire
05 Power Of One

Raj Krishna - vocal, guitarra
Blake Rurik - guitarra
Dave Shannon - Baixo, vocais de apoio
Chris Warunki - bateria



Sites Relacionados


================
   photo ROCKPEDIA.jpg