28 de jun de 2017

[Resenha] ARDE ROCK - “Algo a Zelar” (2017)


O ano de 2017 está sendo fantástico, com ótimos lançamentos, de bandas como DORIS ENCRENQUEIRA, CARTEL DA CEVADA e agora, ARDE ROCK. A ARDE ROCK, que em 2018 completa 10 de estrada, da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul lançou seu primeiro álbum, “Velho Rock” em 2012, de lá para cá, foram muitos shows, eles fazem muitos, em quase todas as cidades do Rio Grande, uma banda com uma agenda lotadíssima, os caras trabalham muito, vivem rock and roll. E agora acabam de lançar seu mais novo trabalho: “Algo a Zelar”.

A banda é formada por KILLERMANO (vocal/guitarra), SIMONE SATTES (vocal/baixo) e THOMÁS MARTINS (bateria). Como diz na biografia da banda: “o CD apresenta uma grande diversidade musical dentro do estilo rock, porém não se prende a nenhum rótulo específico trazendo desde southern rock, passando pelo Hard Rock e também composições mais pesadas”.

Vamos ao álbum, que começa com “Intuição”, um hard rock grudento já na saída, com destaque para a guitarra de KILLERMANO e, o que é a marca registrada da banda, a mescla dos vocais de SIMONE SATTES e KILLERMANO nas músicas, algo que você escuta e já sabe que é ARDE ROCK.

Aposta” é a próxima, com um refrão grudento, letra perfeita: “Vive tua vida, sem importa opinião, procura fazer o que gosta”. “Mea Culpa”, aqui a “cozinha” da banda, em minha opinião, é o destaque, com o baixo de SIMONE e a bateria de THOMÁS.

Gostei muito da próxima, “Superação” é mais um hardão e que gruda o refrão na cabeça, e te dá vontade de sair cantando, tem tudo para se tornar uma das mais pedidas em shows da banda. A “Calma” e linda “Pareidolia”, da sequência ao álbum, aqui a guitarra de KILLERMANO, te faz viajar e emociona. 

Quer dançar? Então temos “Senhor do Teu Destino”, leve, dançante, aquelas que te faz bem, que dá vontade de sair cantando. “Basta Se Conhecer”, como diz a letra: “para estar feliz, basta se conhecer”, uma letra que poderia ser a trilha sonora da vida de muita gente. Nela SIMONE SATTES, dá um show com sua voz.

A, podemos dizer, diferente do álbum, “Dangerous”, é a próxima, vão me perguntar, porque diferente? Porque é a única em inglês, isso a torna diferente, sem perder a qualidade até agora do álbum, pelo contrário, caiu muito bem. Ah, e a guitarra de KILLERMANO, destrói.

A Voz do Coração”, me lembra anos 80, época em que o hard rock dominava o mundo, e aqui a ARDE ROCK, mostra que bebeu na fonte do melhor do hard rock. E temos heavy metal também, “Para Vencer” é a pesada do álbum, com destaque para a bateria pesada de THOMÁS MARTINS, mostrando a diversidade musical da banda.

Estrada”, poderia ser muito bem o hino da banda, pois a banda está sempre na estrada, fazendo o que mais gosta, tocar rock and roll. Sempre tenho a minha favorita em álbuns, e aqui nesse grande lançamento, é a música que fecha e dá nome ao álbum: “Algo a Zelar”.

Assim fecha um dos melhores lançamentos de 2017, fiquem de olho, porque a ARDE ROCK, vai continuar na estrada e quem sabe, vai passar pela tua cidade, para mostrar esse grande trabalho ao vivo.

NOTA: 9,0
============================
ARDE ROCK: “Algo a Zelar” (2017)
Músicas
01. Intuição
02. Aposta
03. Mea Culpa
04. Superação
05. Pareidolia
06. Senhor do Teu Destino
07. Basta Se Conhecer
08. Dangerous
09. A Voz do Coração
10. Para Vencer
10. Estrada
12. Algo a Zelar

Banda
KILLERMANO - Vocal/guitarra
SIMONE SATTES - Vocal/baixo
THOMÁS MARTINS – Bateria



Links Relacionados

================================
 photo ROCKPEDIA.jpg