14 de jun de 2017

[Resenha] ROSA TATTOOADA: Auditório Araújo Vianna – Porto Alegre/RS (11/06/17)


Depois de um bom descanso, pós-show de Caxias do Sul/RS, chegamos a capital gaúcha, Porto Alegre, que iria receber mais um show desse gigante do hard rock brasileiro, um show em casa, na terra da ROSA TATTOOADA.

O domingo, 11 de junho, amanheceu perfeito, temperatura muito agradável e um céu azul, tudo perfeito, a noite prometia ser daquelas inesquecíveis, a banda iria se apresentar no Auditório Araújo Vianna, local histórico da capital gaúcha, local de shows nacionais e internacionais, que ficaram na história.

O projeto que receberia a banda, é o Discografia Pop Rock Gaúcho, onde são apresentados shows inéditos, onde os convidados executam na íntegra e na ordem álbuns clássicos de suas respectivas carreiras. O da ROSA TATTOOADA, seria o clássico de 1992, “Rosa Tattooada”. Nesse mesmo dia, quem se apresentaria antes da ROSA TATTOOADA, seria outra banda gaúcha, a MARIA DO RELENTO.

A passagem de som acontece as 14h, chegando ao local do show, fico impressionado com a estrutura do local, um palco enorme e um local com capacidade para 3.000 pessoas. Banda chega ao local e tudo ocorre perfeitamente, numa passagem rápida e tranquila. Dessa vez a banda teria um convidado especial, VINI TONELLO, nos teclados.

O Araújo Vianna, abriu as portas as 17h, aos poucos o público foi tomando conta do local, um detalhe, a entrada era franca, onde o público retirava dias antes, os ingressos, tinha tudo para termos um bom público.

A MARIA DO RELENTO começa o seu show as 18h30, aquecendo e agitando o público, que já estava em um bom número, com crianças, jovens, “velhos’ fãs do bom e velho rock and roll, estava lindo demais.

As 20h a ROSA TATTOOADA sobe no palco, para alegria do público, estimado em 1.200 pessoas, o Araújo Vianna treme, ali estava uma das melhores bandas do Brasil, ao vivo, e tocando em sua “casa”.


O set list é quase igual ao da noite anterior, em Caxias do Sul, com “Perdedor”, “Virando Noites e Dias”, “Voltando Pra Casa”, “Voando Baixo”, “Friday Night”, “Um Milhão de Flores”, “Carburador” e “Rock And Roll Até Morrer”, a diferença foi o acréscimo de “Diamante Interestelar”. Outro lance diferente da noite anterior foi a presença de VINI TONELLO, em “Tardes de Outono” e “O Inferno Vai Ter Que Esperar”.

JACQUES MACIEL, VALDI DALLA ROSA e DALIS TRUGILLO, estiveram em mais uma noite perfeita, as “velhas” músicas já tinham o seu jeito Rosa atual, e muitas delas, vão continuar no set list dos próximos shows, para a nossa alegria (risos).

O público agitou, cantou, gritou, foi um show à parte, era bonito de ver tudo isso, a “velha” relação da ROSA TATTOOADA com seus fãs, algo inexplicável.

O show termina passado das 21h30 e como sempre, após a apresentação, a banda recebe os fãs, para fotos e autógrafos. E assim encerra, um final de semana, no qual tive o privilégio de assistir e acompanhar a ROSA TATTOOADA, nesses 2 shows históricos, que certamente vou levar comigo para sempre, na memória.

Que venha o próximo!


Fotos abaixo de ALEX VITOLA















================================
 photo ROCKPEDIA.jpg