9 de nov de 2017

LUIS KALIL - "O fato de estar em LA abre várias portas, mas o principal... abre a cabeça!"

Apenas um "guri"! porém, com uma habilidade guitarrística fora do comum. O atual "Melhor Guitarrista Heavynroll", LUIS KALIL está morando em Los Angeles e estudando no renomado Musicians  Institute (MI). Entramos em contato com ele para ver como andam as coisas no Tio Sam. Confira a entrevista:



HEAVYNROLL - Tudo bem Luis? Muito obrigado por dedicar um pouco do seu tempo para responder minhas perguntas.

LUIS - Opa! Tudo ótimo, obrigado pelo convite!

HEAVYNROLL E vamos começar pelo óbvio: Você é jovem pra caramba (17 anos, é isso?) e já tem 2 álbuns gravados, vídeos, viagens... tantas realizações em tão pouco tempo. Mas, mesmo tão tenro, tudo tem um começo. Gostaria que você fizesse um breve resumo de sua história, desde o momento em que sentiu que queria tocar até as coisas começarem a fazer sentido.

LUIS - Exato, (Risos) Então, eu comecei a querer tocar quando eu vi um cara chamado Slash fazendo solos extraordinários em músicas sensacionais, assistia ao DVD "Use Your Illusion em Tokyo" com o meu irmão mais velho. Depois, anos estudando, descobrindo mais coisas, mais tarde veio a paixão da minha vida que é o Iron Maiden. Depois os guitarristas virtuosos e então chegou na parte que eu comecei a escrever músicas. Daí, tive algumas experiências de tocar ao vivo e então eu senti a música transbordando pela alma, foi a hora de decidir que eu não imaginava minha vida não sendo 110% daquilo todo santo dia.

HEAVYNROLL 2 Álbuns na carreira, o “insight” (2015) e o “Sunset Daredevil” (2016), ambos muito bem conceituados e agora, o anuncio de mais um EP, o “Boulevard”. Você pode nos fazer uma análise citando diferenças entre os 2 primeiros trabalhos e o que podemos esperar do novo registro?

LUIS - Cada um é uma evolução, não é diferente com esse EP. Dessa vez o Adair (Daufembach, produtor) elevou as minhas ideias a outro nível. Ele conseguiu modernizar as músicas e mudar a minha perspectiva sobre o meu próprio, cresci sem limites como artista, músico e guitarrista durante as gravações. 


HEAVYNROLL Quem participou deste trabalho com você? Como foi processo de gravação? Quando ele sai?

LUIS - O Dirk Verberuen, um dos melhores bateras de metal do mundo e que toca numa banda aí que ninguém conhece... (Risos), ele gravou as duas músicas, foi surreal. Depois temos o Lucas arruda, fenomeno do baixo da banda Jack The Joker, lá de Fortaleza. E o Seann Nicols, vocal do Westfield Massacre gravou voz para a música "Ghost In Silence". A coisa é curta, duas músicas, mas que foram feitas com um carinho e cuidado absurdo. Ele sai dia 22 de novembro. 

HEAVYNROLL - Tem também um videoclipe que você está lançando hoje, do single “Boulevard”. Vimos algumas imagens de você, à noite, no meio do trânsito... deve ter dado algum trabalho. Quem foram os responsáveis pelas captações de imagens?

LUIS - Foi o meu amigo Julio Mendoza. Deu sim, mas foi uma das coisas mais legais que eu já fiz. (Risos)



HEAVYNROLL Falando em “Boulevard”, obviamente o nome do EP refere-se a sua recente mudança para a cidade de Los Angeles (EUA). Nos diga o por que e como isso aconteceu?

LUIS - Eu queria transmitir minhas experiências aqui em LA em forma de música, tudo que a cidade representa pra mim. Desde que eu cheguei aqui nas primeiras semanas, tive essa ideia e comecei a correr com todo o resto, afinal, sou eu que sempre faço todo corre praticamente, não tem equipe grande nem nada por trás da carreira.

HEAVYNROLL Acompanhando sua timeline do facebook, vemos muitas realizações através da Musicians Institute. Em especial as recentes fotos de você com ninguém menos que Bruce Dickinson e Rob Halford. Como foi estes encontros e que tipo de papo rolou?

LUIS - Nossa, foi demais. Eu também toquei com o Stone Sour do Corey Taylor, eu e o Eduardo Baldo. Com o Bruce foi o evento de lançamento do livro dele, só deu tempo de dizer que ele mudou minha vida e era isso. O Halford foi algo incrível, acho que o artista mais honesto e gente boa que já conheci, atencioso, tivemos um papo de uns 20 minutos, como se ele fosse meu amigo. Conversamos sobre música, carreira, desafios e tudo mais, um aprendizado sem igual.

HEAVYNROLL E, estendendo o assunto a nível pessoal. Como tem sido a vida em Los Angeles? Quais as principais diferenças que você percebeu, positivas e negativas?

LUIS - O fato de estar em LA abre várias portas, mas o principal... abre a cabeça! Faz a gente enxergar o que no Brasil eu não conseguia. O que tá rolando no mercado, o contato direto com as pessoas que realmente tomar as decisões e fazem as coisas acontecerem, o contato com os artistas diretamente, são várias coisas. Tem sido um sonho acordado, eu olho em volta todo dia e sempre agradeço por estar vivendo isso, esperei o ensino médio inteiro pra mudar pra cá, agora ao invés de estar 5 horas sentado numa sala de aula ouvindo matematica e quimica, eu estou aqui mudando a minha vida e realizando sonhos dia a dia.


HEAVYNROLL Quais são as tuas principais influências?

LUIS Maiden, Guns N Roses, Slash, Mallmsteen

HEAVYNROLL Dentre os músicos brasileiros, quais que, na atualidade, você destacaria?

LUIS - Obviamente o Kiko é um espelho como gerenciador de carreira. Depois tem vários músicos brasileiros incríveis como o Mateus Asato que estão ganhando o mundo. Aqui em LA a gente tem um time fortíssimo de brasileiros, só dos meus amigos tem vários, o Eduardo Baldo, o pessoal do Daydream XI, meus amigos do MI e em especial um cara chamado Júlio Mendoza que é um grande guitarrista e um cara que eu fiquei muito amigo desde que mudei pra cá. 

HEAVYNROLL Você volta ao Brasil em algum momento ou pretende ficar por aí mesmo?

LUIS - Definitivamente, não pretendo voltar a morar no Brasil, mas de vez em quando vou aparecer. 

HEAVYNROLL Você é o atual detentor do cinturão de “Melhor Guitarrista Heavynroll”, lembra disso? Com o lançamento de “Boulevard”, será que teremos um Bi-Campeonato (Risos)?

LUIS - Lembro, muito massa isso (Risos). Quem sabem, veremos, espero que sim!

HEAVYNROLL - Em nome do Heavynroll, desejo a você uma boa sorte a você nesta incrível jornada, como também muitas e muitas mais realizações. Agradeço mais uma vez pelo seu tempo e até a próxima.

LUIS - Valeu demais, pessoal! Até a próximo. 

==========
O que o Luis Kalil anda ouvindo?

LUIS - Sempre me sinto envergonhado quando me perguntam isso, pois eu sou um cara que ouve pouca coisa mas ouve MUITAS VEZES (Risos). Sempre Maiden, Metallica, Slash, Sevenfold e coisas assim, mas tenho ouvido bastante Stone Sour, algumas coisas do Jason Richardson, Polyphia, Nick Johnston e essa galera que tá rolando no ninho guitarrístico agora.



Links Relacionados


================
   photo ROCKPEDIA.jpg