1 de dez de 2017

MADAM X: Maxine Petrucci - “Eu acho que fazer música excelente é a chave para durarmos. ”

Tradução: Rossano Agostini


A banda tem mais de trinta anos, é um dos nomes mais cultuados do hard rock mundial e lançaram o clássico “We Reserve The Right”, em 1984. Deram uma parada e agora estão de volta com a formação clássica e com o novo álbum, recém lançado: "MONSTROCITY". O Heavynroll conversou com a guitarrista MAXINE PETRUCCI, uma conversa onde ela falou da volta da banda, do novo álbum, do Brasil entre outros assuntos.

HEAVYNROLL - Obrigado por aceitar o convite para essa entrevista para o Brasil.

MAXINE - Obrigado por me convidar, em nome do MADAM X, para fazer isso por todos os nossos amigos e fãs no Brasil. Sabemos que todos vocês abraçam a causa e apreciam uma excelente música.

HEAVYNROLL - O tão esperado segundo álbum da MADAM X, "MONSTROCITY" acaba de ser lançado, para alegria dos fãs, espalhados pelo mundo todo. O que podemos esperar desse álbum?

MAXINE - Nós não queríamos apenas entregar aos nossos fãs um bom álbum, queríamos dar o máximo e ter certeza de que seria um álbum realmente foda!! Todos os 4 membros contribuíram e produzimos uma variedade de músicas incríveis. Todos estavam em um alto astral e fizemos o melhor que pudemos nesse registro. Nós não deixamos que aquilo que fomos e essa baboseira de lenda entrasse no nosso caminho, permitindo que material ruim fosse adiante apenas pela popularidade. Então, quando os fãs ouvirem esse disco, eles definitivamente irão sentir o que estávamos sentindo quando gravamos. Isso irá impactá-los.

HEAVYNROLL - Como foi voltar a gravar com a formação clássica do Madam X, depois de 33 anos?

MAXINE - ROXY (Petrucci, baterista) estava tocando com o VIXEN em algum festival na Inglaterra em 2013 e disse que em seus eventos de meet & greet haviam muitos fãs do MADAM X com o álbum We Reserve The Right e outros itens ligados ao MADAM X querendo que ela autografasse. Então ela pensou que talvez o MADAM X poderia se unir para lançar uma nova música. JOHANNES LINDSTROM, do Sweden Rock Festival, leu isso na minha página do Facebook e perguntou se o MADAM X original faria a edição de festival 2014. Nós fizemos e isso nos levou a fazer um álbum inteiro ao invés de uma única música. Os fãs queriam mais do que apenas uma música.

HEAVYNROLL - Escutei a faixa “Resurrection”, achei fantástica, ali temos o velho Madam X, podemos dizer, como título da música, que é uma Ressurreição da banda?

MAXINE - Definitivamente este é o antigo e o novo MADAM X. Somos uma banda de Heavy Metal e Hard Rock. Nós não seríamos algo que não somos apenas para nos adaptarmos aos tempos ou por questão comercial. Sentimos que ressuscitamos e respiramos uma vida nova e escolhemos isso para abrir o álbum. Todos os elementos desta música são o que somos. É como uma porrada na cara.




HEAVYNROLL - Temos o clássico “High In High School”, numa versão atualizada?

MAXINE - Sim, foi regravada. Nunca recebemos nossas gravações originais do álbum "We Reserve The Right". De alguma forma nos disseram que estavam perdidas. Tendo isso em mente e percebendo que outros estão ganhando dinheiro com esse registro e nós nada, pensamos que poderíamos pegar nossa música de volta e dar uma nova roupagem sem tirar aquilo que a tornou mágica. Fazer a partir do zero no estúdio e incluí-la neste novo álbum. Especialmente porque essa foi a faixa que nos colocou no primeiro lugar em 1984 nas paradas da Jet / CBS. Realmente gostamos de regravar esta música, foi divertido e nos sentimos como estar de volta em 1984 quando a gravamos pela primeira vez. Nós "ressuscitamos".

HEAVYNROLL - Qual a importância de DAVID ELLEFSON e THOM HAZAERT da EMP, para esse álbum?

MAXINE - MARK SLAUGHTER apresentou ROXY para THOM e para o EMP para que lançassem nosso projeto VIP Aftershow no qual MARK e nós fizemos as músicas Kilmister e Full Metal Jacket. Elas chamaram a atenção de THOM e ele quis que as lançássemos pelo selo. Quando ROXY falou sobre MADAM X estar gravando um novo álbum, eles ficaram eufóricos, quiseram contratar a banda e lançar o novo álbum. O EMP é um novo e energético selo que realmente desenvolve seus artistas e deseja o melhor possível para eles. Eles não observam a quantidade de curtidas que a banda recebe nas mídias sociais para tomar uma decisão contratual. O EMP Label Group pertence ao baixista de DAVID ELLEFSON do MEGADETH.

HEAVYNROLL - Mark Slaughter também foi outro nome muito importante para o álbum?

MAXINE - Ficamos realmente impressionados com os múltiplos talentos de MARK SLAUGHTER. Ele não é somente um grande compositor e cantor, mas também produz. Então nós o trouxemos para fazer as mixagens finais para o novo álbum do MADAM X. Ele tem grande ouvido e não é apenas alguém que faz mixagem, ele de fato se envolve e se importa. A maioria do álbum foi mixada pelo lendário MICHAEL WAGENER, que já produziu ACCEPT, SKID ROW, METALLICA, MOTLEY CRUE, OZZY OSBOURNE, ALICE COOPER, MEGADETH, para citar alguns. Tivemos muita sorte por ter esse mestre mixando para nós!!!!!

HEAVYNROLL - Quem fez a bela arte da capa de “MONSTROCITY”?

MAXINE - LIEXI LEON, da Phantom Music Management. Ele veio de Londres e trabalhou para IRON MAIDEN no Legacy of the Beast. Ele é incrivelmente talentoso!!!! Estamos tão contentes e impressionados com o trabalho de arte que ele fez para nós! É outra grande parte da nossa equipe. Também gostaria de mencionar a ótima engenharia e as mixagens feitas por Kevin Sharpe do Metro 37 Studios, onde gravamos o álbum com ele e Ryan Arini na mesa de som. Fizeram um grande trabalho juntos tornando-o tão grandioso como ficou.

HEAVYNROLL - Quando começa a tour mundial de divulgação?

MAXINE - Estamos trabalhando nisso agora. Nós estaremos no MORC Cruise 2018 em meados de fevereiro. Estamos muito entusiasmados com isso !!!

HEAVYNROLL - Será que teremos o Brasil no roteiro?

MAXINE - Isso seria um sonho virando realidade para BRET, GODZILLA, ROXY e eu! Sabemos bem como o BRASIL curte rock!!!!!!!

HEAVYNROLL - Como é o público da banda hoje em dia? O público jovem conhece a banda?

MAXINE - Ao julgar pelas reações que estamos recebendo de Monstrocity, lançado 2 semanas atrás, há de tudo um pouco e eles realmente adoram o álbum, o que é muito emocionante para nós. Eu acho que nós saberemos a resposta quando nós tocarmos ao vivo e fizermos nossos meet & greet’s. Nós só queremos que todos gostem deste álbum, não importa a idade. As críticas dos registros estão chegando e são fantásticas críticas sobre nosso novo recorde.

HEAVYNROLL - Falando em Brasil, o que você sabe do rock feito no Brasil e do público brasileiro?

MAXINE - Nós assistimos shows aqui na televisão, como do IRON MAIDEN tocando lá. A platéia era enorme, todos cantavam e você podia ver o amor, a dedicação e a apreciação das pessoas. A energia é incrível. Eu não posso descrever como sentimos esse tipo de reação com as bandas aqui na América (do Norte). Não me interpretem mal, as pessoas aqui adoram concertos e tal, mas a reação não é a mesma que eu vi lá.

HEAVYNROLL - Você recebe muitas mensagens de fãs brasileiros?

MAXINE - Sim nós recebemos. Eles querem que toquemos lá e espero podermos ir. Tivemos destaque na (revista) Roadie Crew algumas vezes.

HEAVYNROLL - Além do Madam X, você participa de algum outro projeto?

MAXINE - Eu tenho minha banda solo MAXINE e eu lancei 3 cds nos últimos 10 anos que estão disponíveis no Cdbaby, eu tenho # 1, "Titania", # 2. "Don’t Hate Me", # 3. "Back To The Garden". São todos registros de metal e hard rock. Com a ROXY, tenho o projeto VIP AFTERSHOW, que apresenta os convidados especiais para tocarem em músicas que escrevemos juntas. Isso está disponível através do EMP Label Group. ROXY também faz dupla com VIXEN. BRET e CHRIS continuam ativos em seus vários projetos musicais também. Todos ficamos ocupados em fazer música, não importa.

HEAVYNROLL - Você acha a internet boa ou ruim para as bandas?

MAXINE - Eu acho que, no geral, é ótimo para as bandas que qualquer pessoa possa obter qualquer obra a qualquer hora. Costumávamos viajar sem parar nos anos 80 para obter reconhecimento, agora é com o clique dos nossos dedos. O único inconveniente é realmente vender o nosso material. Qualquer pessoa pode fazer o download gratuitamente. Eu acho que este é o mundo novo. Temos que aceitar isso.

HEAVYNROLL - Podemos esperar a partir de agora, uma vida mais longa para a Madam X?

MAXINE - O fato de eu achar que fizemos um excelente álbum deve ajudar a responder um 'sim'. Eu acho que fazer música excelente é a chave para durarmos. Todos estamos preparados para esta turnê e graças à Deus estamos dispostos e capazes de fazer isso neste momento em nossas vidas.

HEAVYNROLL - Um recado para os leitores do Heavynroll e todos fãs do Madam X, no Brasil?

MAXINE -  O MADAM X sabe como BRASIL curte rock e vamos dar o nosso melhor para quebrar tudo por lá!!!!! Siga nossos Facebook, Twitter, Instagram, Google plus etc. Todos nós também temos nossas próprias páginas individuais do Facebook. Não se esqueçam de comprar o novo álbum do MADAM X: "Monstrocity", que está disponível em todas as plataformas digitais. Obrigado Brasil, we love you!




================================
 photo ROCKPEDIA.jpg