21 de fevereiro de 2011

[Resenha] AKASHIC - Timeless Realm (2000)


Uma das mais injustiçadas e talentosas bandas de progmetal nacional, o AKASHIC estava muito além do seu tempo - pelo menos no Brasil - e mesmo escutado hoje em dia ele continua atual. "Timeless Realm" foi lançado em 2000 durante uma turnê pela Europa e o que vemos neste álbum é o resultado da experiência e dedicação de músicos do mais alto gabarito, formado por RAFAEL GUBERT (v), MARCOS DE ROS (g), FÁBIO ALVES (bx), ÉDER BERGOZZA (tc) e MAURÍCIO MEINERT (bt).

O AKASHIC foi formado a partir do fim da banda DE ROS, e nas primeiras demos ainda contava com SANDRO STECANELLA (T-Rox) na bateria, que saiu da banda pouco antes de embarcarem para Europa.

Lembro quando coloquei o CD pela primeira vez para ouvir e a sensação de estar ouvindo uma das melhores bandas do estilo. O álbum abre com "Heaven´s Call" com um teclado místico e marcações muito legais e já nas primeiras palavras você reconhece o gigantesco talento do mestre RAFAEL GUBERT, pra mim uma das mais belas e originais vozes do metal nacional. A música evolui para um metal ao estilo SYMPHONY X mas sem perder a identidade, crédito para o estilo inconfundível do guitarrista MARCOS DE ROS.

Em seguida vem a já clássica "For Freedom", uma música um pouco mais cadenciada e com um refrão bem marcante. Tem uma parte nela que é emoção pura, exatamente aos 2:38 mim, seguido de uma levada bem setentista com solos de guitarra e teclados.

"Visions and Signs" é uma mistura de heavy tradiconal e prog metal. Ela começa bem rápida com uma melodia de guitarra e vocal muito fodas! Lá pela metade ela assume um tom mais prog com um exelente solo de guitarra e uns contrapontos de bateria e teclados, perfeita!

Confesso que essa é a música que eu menos gosto do AKASHIC, acho até mesmo que é a única, mas mesmo assim não deixo de ouvi-la. "Who am I?" tem um riff de guitarra bem esquisito, meio cromático, mas logo que entra o vocal do GUBERT tu não quer mais trocar de faixa e o que vem a seguir é uma influência setentista bem marcante nos arranjos.

Destruição!!! Essa é a palavra que define "The Fire of Temptation", uma música rápida e de um refrão emocionante, acho até que a coisa mais pesada que a banda fez. Essa música é perfeita em todos os sentidos. 

"Dove", uma balada comercial, mas que não perde a essência. Ela é emocionante e perfeita do começo ao fim, desde o belo vocal até o incrível solo de baixo do mestre Fábio Alves e o emocionante solo final de Marcos De Ros. Essa música inclusive tocou em rádios da região, quando ainda se tocava coisa que prestasse.



Agora vem a minha música preferida, "Memories". A introdução de piano e vocal é de arrepiar, a música vai evoluindo aos poucos até alcançar o peso máximo. Com muitas mudanças de ritmos e levadas é o som que mais define o estilo progmetal neste álbum, lembrando muito o estilo do SYMPHONY X novamente.

Com uma introdução de baixo com wha-wha, "Salvation" começa com uma levada bem cadenciada com riffs bem simples o que deixa o som muito agradável de se escutar, como que um descanso após perder o fôlego com "Memories".

"Gates of Firmament" começa com a marca registrada de MARCOS DE ROS, um solo bem clássico e recheado de arpeggios, lembrando muito o até então recente período da banda DE ROS. 

O álbum termina com "Veiled Secrets", uma música mais ao estilo DREAM THEATER. Ela também tem muita influência do rock progressivo do final dos anos 70 e se mantém assim até os 2:40 mim, quando o peso vem contudo seguido de um belo tema de guitarra. Vai alternando assim, a calmaria com o peso até o fim, dando um acabamento soberbo ao trabalho.

NOTA - 9,5
--------------------------------------------------
AKASHIC - Timeless Realm (2000)
(Scallabis Records-PT/Hellion Records-BR)
tracklist
01 - Heaven´s Call
02 - For Freedom
03 - Voices and Signs
04 - Who am I?
05 - The Fire of Temptation 
06 - Dove
07 - Memories 
08 - Salbation
09 - Gates od Firmament
10 - Veiled Secrets

Line-up
Rafael Gubert - voz
Marcos De Ros - guitarra
Éder Bergozza - teclados
Fábio Alves - baixo
Maurício Meinert - bateria



==========================
(Editor / Redator / Músico)





Comentários
0 Comentários