1 de agosto de 2011

[Resenha] CUCASTORTAS - "Varal das Idéias" (2011)


Com certeza um dos melhores lançamentos de 2011, "Varal das Idéias" é um álbum criativo e cativante. Os CUCASTORTAS conseguiram misturar várias vertentes musicais, como o rock psicodélico, música latina, música nativa, reggae e samba rock com muito bom gosto e sem perder a originalidade. Um trabalho recheado de letras inteligentes e marcantes, abordando assuntos políticos e sociais com um ar de protesto e muita poesia. Você é levado a uma viagem psicodélica e ao mesmo tempo muito focada na realidade de hoje.

O CD abre com a excelente e já conhecida "Campo dos Bugres", um som com uma ótima levada de guitarras e bateria, aliás, quem canta esta música é o baterista ADRAINO ZANANDREA (Nano), já surpreendendo de cara, pois quando você viu uma banda que abre um Cd onde o baterista canta? E tem uma ótima voz, diga-se de passagem. É uma música intrincada e cheia de viradas e com um refrão marcante em um coro uníssomo. É só conferi-la em nosso player.

A seguir vem a também conhecida aqui do blog, "Boleadeira". Ela já começa com uma bem sacada levada de baixo seguido por um instrumetal quebrado e de muito feeling, acompanhado de uma excelente cama de teclado executado por OIRAM SERAOS (Rutera). Aqui já podemos conferir a potente e belíssima voz de ALEXANDRO BITTENCOURT (Betetê) que é destaque em todo o Cd. Lá pelo meio da música, com muita brasilidade, que é a marca registrada da banda, uma levada que lembra muito as danças de capoeira em um clima viajante.

Depois vem a instrumental "Kebrança", um som esquisito e quebrado, que podia fazer parte da trilha de filmes de invetigações policiais dos anos 70`. Destaque para os solos psicodélicos de CÉSAR PAIM.

"Comadre Chinoca", um reggae com todos elementos do estilo, inclusive em sua letra de sentido dúbio. Aqui Samuel Bolsoni (Sami) dá um show de levada de baixo, e no meio do som uma virada no ritmo transforma totalmente a música em som mais viajante e quase progressivo, mostrando que a banda gosta mesmo é de inovar e sair do corriqueiro.

A banda retorna ao rock setentista em "Na vida da Gente" e em alguns momentos chega mesmo a lembrar os trabalhos do lendário guitarrista JIMI HENDRIX. Um som mais "moderninho", assim eu posso classificar "Viajander", um som com uma ótima harmonia e lindos temas, com muita influência da mpb e levadas da cozinha que é um show. Uma das melhores do trabalho.

Em todo o álbum NANO demostra ser um dos melhores bateristas de nossa região, tamanha a versatilidade, domínio e feeling em levadas muito marcantes e que fazem total diferença, lembrando grandes bateristas dos anos 70`, e isso fica muito evidente da faixa "Só Nos Resta Lutar", que é outro dos grandes momentos do CD. Uma música recheada de conceitos libertários e de protesto em sua letra.

"Ditirambos" é, em minha opinião, a menos interessante. Repetitiva e até um pouco massante em alguns momentos. É a música menos legal, digamos assim, pelo mesmo para mim, não agradou muito.

Passado o player, a banda recobra a linha e vem "Saias", um som muito legal, que lembra um pouco de Mutantes, um pouco de Secos & Molhados, bem interessante e com uma ótima interpretação de Betetê. Interessante também os trocadilhos da letra com o nome da música. Outro ponto alto é o solo de guitarra, que vem acompanhado de um grande trabalho de harmonização e levadas.

Com um tema mais progressivo em sua introdução vem "Faça Você Mesmo", depois a música toma um rumo mais black soul com uma levada vocal influênciado pelo funk americano da década de 70.

"Estamos Em Setembro" é outra grande música do Cd e a mais, digamos, pesada também. A letra fala do atentado de 11 de Setembro de 2001, acompanhado de ótimos arranjos e riffs de guitarras.

Para fechar o CD, me permito dizer, um clássico do CUCASTORTAS (ao menos para este blog), "O Povo Dança". Com uma gravação melhorada da versão da demo, ela ficou ótima e ganhou até mesmo arranjos de percussão, vindo das mãos de MARCELINHO SILVA.

Enfim, um ótimo álbum, com uma abordagem diferente e inovadora ao que estamos acostumados a ouvir por aí. Um trabalho com ótimas composições e que merece uma atenção especial. 

NOTA - 9,0
================================
CUCASTORTAS - Varal das Idéias (2011)
(Independente: Financiarte)
01 - Campo dos Bugres
02 - Boleadeira
03 - Kebrança
04 - Comadre Chinoca
05 - Na Vida da Gente
06 - Viajander
07 - Só Nos Resta Lutar
08 - Ditirambos
09 - Saias
10 - Faça Você Mesmo
11 - Estamos Em Setembro
12 - O Povo Dança
----------

Links Relacionados
www.cucastortas.mus.br
www.myspace.com/bandacucastortas


==========================
(Editor / Redator / Músico)






Comentários
1 Comentários