14 de março de 2012

[Resenha] MINDGARDEN - "Mindgarden" Ep (2012)



Hoje pela manhã recebi em mãos o EP da banda Mindgarden, presenteado pela minha amiga Catinha. Não exitei e coloquei logo para tocar e meus ouvidos me agradeceram.

Já tinha ouvido alguma coisa a respeito deles, e também alguns sons pela internet e gostado muito do estilo do grupo, pois sou muito fã de bandas de rock psicodélico e progressivo dos anos 70. E é exatamente nesta praia que o Mindgarden se aventura, influenciado claramente por bandas como Deep Purple, Led Zeppelin, Pink Floyd e afins.

Outro dia li, aqui mesmo neste blog, que a banda havia lançado o seu ep e fiquei curioso em ouvir o material, ainda mais sabendo que quem compôe a banda é um dos melhores guitarristas de Caxias, Luis Fernando Alles. E que é acompanhado de uma banda muito experiente, formada ainda por Marcelo Moojen, que é o vocalista principal e guitarrista, Rafael Motta no baixo e Mateus Mussatto na bateria.
O EP abre com "Beach Times I" em clima meio rockabilly, meio folk, e tem uma mistura bem interessante, flertando inclusive com o surf music e o rock alternativo. É uma música bem dançante e empolgante, com um refrão bem bacana. Após uma pequena introdução tribal de passagem, ela emenda com "Beach Times II", e dá forma a um som mais calmo e arrastado, com ótimos arranjos de violão, acredito eu, de 12 cordas, ao estilo Allman Brothers.

Mindgarden
"Dead Dreams" é um som mais psicodélico, com alguns efeitos de guitarras viajantes conduzidos por excelentes riffs com slides, em um clima bem vintage. é aquele tipo de som para relaxar, sentar no sofá, deitar na cama e pensar em coisas boas em um fim de tarde.

Em seguida vem "Unattended". Ela tem um clima muito legal, meio Pink Floyd em seus primórdios. Muito interessante também a linha vocal interagindo com o riff de guitarra, ora em uníssomo, depois em intervalos.

Depois vem "Seaside Ballad", um som um pouco mais progressivo, com momentos calmos e outros mais fortes. E é nisso que ela surpreende, em suas variações de sentimentos e dinâmicas. Momentos suaves e pesados variando o tempo todo.Ótima música.

A sexta e última música é, para mim,. a melhor do EP. "Olaria" começa com um arranjo oriental, com sons de cítaras, e logo vem um riff pesado de guitarras, variando também entre momentos viajantes e fortes. É uma músicas com muita influência de Led Zeppelin, mas o vocal faz a diferença e deixa tudo muito original.
O cd foi subsidiado pelo Financiarte e vem com uma ótima arte gráfica, nesses modelos novos de papel, que a maioria das bandas estão adotando ultimamente, sem a caixinha de plástico. A única coisa em que a banda peca é nas minúsculas letras contidas no interior da capa, que se confundem com a arte do CD e fica de difícil leitura.

No mais, a produção deste ep está ótima, e em suas 6 faixas eles conseguiram mostrar o forte trabalho desenvolvido pela banda e o seu belíssimo som. Fico no aguardo do full length.



Mindgarden - Ep (2012)
Gravado no Estudio Noise Audio Design
Masterizado na Abbey Road Studios

01 - Beach Times I
02 - Beach Times II
03 - Dead Dreams
04 - Unattended
05 - Seaside Ballad
06 - Olaria

==========================
(Editor / Redator / Músico)



Comentários
1 Comentários