18 de abril de 2012

[Resenha] OS OITAVOS - "Armas de Distração Em Massa" (2011)


Venho vos apresentar outro grande lançamento de 2011. Trata-se de "Armas de Distração em Massa" da banda caxiense OS OITAVOS, que hoje conta atualmente com Johnnie Haeuser, vocal e guitarra, Lucas Daneluz, guitarra, Ricardo Dini na bateria e Cristiano Selbach no baixo, que recentemente ocupou o lugar deixado por Daniel Daneluz, baixista que gravou o disco.

O álbum foi lançado oficialmente em Maio de 2011 e, além de uma ótima qualidade de produção sonora, já começo dizendo que mais duas coisas me chamaram muito a atenção neste álbum: A primeira delas são as letras inteligentes e muito bem estruturadas, que a própria banda define bem dizendo que são "instigantes e inquietas, versando sobre desabafos, críticas, fé e temas existenciais." e eu completo com poéticas.

A segunda, não desmerecendo o restante do grupo, que tem excelentes músicos, é a voz de Johnnie Haeuser; potente e com um timbre agradável, ele consegue ser muito original, no meu ponto de vista. A banda se propõe a fazer um "rock atual, forte, elegante e com conteúdo", segundo o site do grupo, e podemos dizer que a missão está cumprida, dentro do seu som alternativo com fortes influências das bandas inglesas Radiohead, Muse, e as americanas The Killers, The Strokes, entre outras.

Nesta linha temos a curta e agitada "O Outro lado da Moeda", onde no refrão há a primeira aparição significativa de Johnnie em um momento bem empolgante, um som meio disco, meio rock. No mesmo naipe, "Frases Feitas", "Papel", que rolou por bastante tempo no Heavynroll Player, traz, além de um instrumental bem interessante, um ótimo arranjo de guitarra e também uma das melhores letras do grupo. "Orfãos de Referência", já bem conhecida dos leitores do blog, "Lázaro" e seu som ao estilo Beatles e esquisitão. São músicas com letras fortes e reflexivas, praticamente um desabafo sobre coisas corriqueiras da vida, relacionamentos pessoais e uma grande dose de metáfora e ironismo.

Mais na linha Radiohead e Coldplay, temos sons que flertam pelo melancolismo como "O Homem Que Foi Outubro", com ótimos arranjos de guitarras interagindo em toda a música e que fazem uma harmonização bem interessante. As arrastadas "Ensaio Sobre a Surdez", "Insônia", "Tem Coisas que Demoram" com seus momentos emocionantes, e a faixa que fecha o álbum, "Pregos", com apenas guitarras e sintetizadores numa atmosfera bem de finalêra mesmo.




Um ótimo álbum e com qualidade gringa, literalmente falando, já que ele foi masterizado nos estúdios JP Masters (Carolina do Norte-USA) por Dave Locke, que tem em seu currículo trabalhos de bandas como Smashing Pumpkins.

Uma banda que tem um som grandioso e sólido, com músicas que poderiam facilmente estar em aberturas de programas de televisão e rodando pelas FM´s, E para quem curte rock alternativo de qualidade e bem feito, fica a dica, Os Oitavos é uma ótima opção.

NOTA - 9,0
=======================================
OS OITAVOS - "Armas de Distração Em Massa" (2011)
(Estúdio Soma - POA (Financiarte))
Faixas
01. O Outro Lado da Moeda
02. Frases Feitas
03. Papel
04. O Homem que Foi Outubro
05. Ensaio Sobre a Surdez
06. Insônia
07. Tem Coisas Que Demoram
08. Órfãos de Referência
09. Lázaro
10. Pregos

Formação
JHONNIE HAEUSER - voz, guitarra
LUCAS DANELUZ - guitarra
DANIEL DANELUZ - baixo
RICARDO DINI - bateria






================
   photo ROCKPEDIA.jpg



Comentários
0 Comentários