10 de março de 2013

[Resenha] BLAZE - "Silicon Messiah" (2000)



Deixei o preconceito de lado e escutei os álbuns do BLAZE BAYLEY nesta semana e tive uma grande e agradável surpresa, principalmente com os primeiros álbuns, mais precisamente este, o "Silicon Messiah", seu primeiro trabalho solo.

Por anos fiquei com aquela impressão dele em sua passagem pelo IRON MAIDEN, e apesar de adorar o "The X Factour", ficou cada vez mais evidente que sua voz não se encaixava nas linhas vocais, principalmente da Era DICKINSON, ele realmente estava na banda errada, mas para sua história, no momento certo, já que saiu do anonimato para os grandes holofotes.

O que deixou muita gente com a má impressão, inclusive eu, foi exatamente suas vexatórias performances ao vivo com a Donzela e o álbum "Virtual XI", que pra mim é um dos piores trabalhos já lançados por uma banda de metal. Mas é minha opinião, enfim...

Nunca foi e nem será um dos meus vocalistas preferidos, mas não tem como negar a originalidade como um todo, ele realmente conseguiu superar todas as expectativa e fez um trabalho impecável como compositor em sua carreira subestimada.

Assessorado por uma banda extraordinária, que mudou de formação várias vezes depois, mas sempre com muita qualidade, as músicas em muitos momentos lembram a carreira solo de BRUCE e HALFORD, com refrões bem marcantes ao estilo MAIDEN. 

O álbum abre com a pesada e cadenciada "Ghost in the Machine" e segue o mesmo ritmo com "Evolution", dois sons que já te prendem a atenção pela criatividade das composições e linhas vocais.
"Silicon Messiah" é uma música em que seu clima lembra as linhas de "The X Factour", mas logo que entra toda a banda a coisa muda de figura, e quando chega ao refrão a emoção é inevitável.

Em seguida vem a rápida "Born As a Stranger", com um excelente riff de guitarras, e novamente as infuências de sua passagem pelo MAIDEN ficam evidentes, afinal, ele mesmo já declarou que aprendeu muita coisa sobre composição com STEVE HARRIS.

Depois vem "The Hunger", um som com riffs ao estilo SABBATH e um climão muito interessante, onde a voz pesada de Blaze se encaixa perfeitamente as levadas cadenciadas e sombrias das guitarras.

"The Brave" é outra músicas rápida e dá uma levantada no clima do álbum. Nesta música percebo algumas influências do IAN GILLAN em muitos momentos da melodia, mas o refrão é bem Maiden.

"Identify" é uma sonzeira! Com uma pegada mais hard e sombria, traz alguns climas e um refrão bem legal. Já "Reach for the Horizon", pesada e arrastada novamente traz as influências do Black Sabbath, provavelmente por causa da pegada dos guitarristas STEVE WRAY e JHON SLATER. E a voz do BLAZE mais uma vez me surpreendeu. Ele conseguiu algumas modulações e variações que até então não achei que fosse capaz. Som fôda!

Outra sonzeira! "The Launch" lembra muito "Man on the Edge" do IRON MAIDEN, inclusive o andamento é mesmo e a melodia é muito parecida. Mas mesmo assim é uma música que tem seus próprios méritos, com solos excelentes de guitarra.

Para fechar o álbum, a emocionante "Stare at the Sun", uma música emocionante, com um ótimo refrão e excelentes harmonizações, perfeita para encerrar com chave de ouro este que foi o ponto de partida de uma grande carreira.

Como comentei no começo, apesar das muitas referências a DICKINSON, MAIDEN e a SABBATH neste trabalho, a criatividade da banda somado a voz original de BLAZE, e também muita dose de taleno para compor grandes linhas vocais, fazem deste trabalho algo digno de respeito. Eu, particularmente,  passei a respeita-lo mais a partir de agora.

Esta é a resenha de "Silicon Messiah", mas ouvindo outros álbuns, como "Tenth Dimension" e "Blood & Belief", vejo como sua carreira foi subestimada, e como esse cara contribuiu, fora do IRON MAIDEN, para o metal mundial. Por isso, eu recomendo!

NOTA - 10
============================
BLAZE - "Silicon Messiah"  (2000)
Track list
01 - Ghost In The Machine
02 - Evolution
03 - Silicon Messiah
04 - Born As A Stranger
05 - The Hunger
06 - The Brave
07 - Identity
08 - Reach For The Horizon
09 - The Launch
10 - Stare At The Sun

Line up
Blaze Bayley - vocal
Steve Wray - guitarra
John Slater - guitarra
Rob Naylor - baixo
Jeff Singer - bateria



Comentários
0 Comentários