20 de março de 2013

[Eu Recomendo] O Heavy Metal no Ano 2000

Por Marco Paim

2000

Halford - "Resurrection"

Com certeza um dos melhores álbuns de heavy metal (de verdade) já lançados na história. Um trabalho que entra no hall de obras como "Painkiller", "Reign in Blood", "Master of Puppets", "Rust in Peace" e etc... Após um hiato de 5 anos sumido da cena metaleira, o Metal God reaparece das cinzas e dá um soco no estomago e chuta muitas bundas com esta obra prima. A produção impecável é assinada pelo grande produtor e músico Roy Z. Mas o mais importante é, claro, Rob Halford e sua voz poderosa e matadora, que desfila, faixa a faixa, com seus agudos rasgados característicos e um feeling e timbre fora do comum nos graves e linhas melódicas. 
E para dar um toque a mais, como uma cereja em cima do bolo, ainda conta com a participação de Bruce Dickinson na faixa "The One You Love to Hate".
Marcou época. Perfeito!


Iron Maiden - "Brave New World"

Quando foi anunciada a volta de Bruce Dickinson a banda em 1999, foi uma alegria e também um grande alívio aos fâns. E o que estava bom, ficou ainda melhor, pois retornava a banda também o excepcional guitarrista Adrian Smith e todos sabiam que a parceria Dickinson/Smith/Harris só podia render grandes clássicos. 
E não deu outra. Este disco é como uma volta triunfal de uma das maiores bandas da história. Mas mesmo com a volta dos grandes compositores ao grupo a banda mudou totalmente de direção sonora. Uma mescla de heavy metal e rock progressivo, que já vinha desde o "The X-Factour" e que se mantém até hoje. Mas nem por isso a banda deixa de bombardear com riffs monstruosos e pegajosos como em "The Wickerman", "The Mercenary" e a oitentista "The Fallen Angel". Mas os destaques ficam mesmo por conta das longas e progressivas "Ghost of Navigator", "Brave New World", "Blood Brothers", "Dream of Mirrors" e ainda incluo a enigmática "The Nomad".
Um grande trabalho e que virou um clássico, perpetuado pela histórica passagem do Maiden no Rock in Rio III e que rendeu um DVD oficial da apresentação.


Akashic - "Timeless Realm"


Leia resenha que fiz na seção "Eu Recomendo" clicando aqui







Dio - "Magica"

O 8º álbum do Dio é conceitual e traz de volta a sonoridade do começo de carreira e, em alguns momentos, lembra muito sua passagem pelo Black Sabbath nas linhas melódicas. Um retorno ao "ponto da massa" após lançamentos fracos como o antecessor "Angry Machines". Aliás, conseidero este um dos melhores álbuns da carreira de Dio, tanto pelas músicas como pela produção. Destaco as músicas "Fever Dreams", "Turn to Stone", "Eriel" e a enigmática "Losing My Insanity".
VÍDEO



Nightwish - "Wishmaster"

O terceiro álbum da banda Finlandesa é talvez também, o maior clássico. Alcançou posições de destaque na mídia especializada e nas paradas do mundo inteiro e elevou o Nightwish ao patamar mundial. 
"Neste trabalho, a banda aborda temas que vão desde contos de fantasia, lendas, mitologias, misticismo, etc.. até temas mais pesados como é o caso da faixa "The Kinslayer" que aborda a tragédia ocorrida no Colégio Columbine, no Colorado, a 21 de Abril de 1999, quando dois jovens planejaram e executaram um plano sangrento de entrarem armados no colégio e disparar contra todos os seus colegas e demais alunos e após isso, se suicidarem. Sem dúvida, uma tragédia que chocou o mundo inteiro. (fonte: Whiplash)"
É mesmo um álbum para ser apreciado por inteiro.
VÍDEO


Blaze - "Silicon Messiah"


Leia resenha que fiz na seção "Eu Recomendo" clicando aqui







Primal Fear - "Nuclear Fire"

E os alemães não deixaram a coisa esfriar. Após um debut bem sucedido, a banda lança outra porrada na orelha! É um álbum pesado, rápido e recheado com grandes músicas. Riffs de guitarras nervosas e um vocal afiadíssimo de Ralph Sheepers. Os carros chefes deste álbum são com certeza "Angel in Black", "Eye of a Eagle" e "Nuclear Fire", mas destaco também "Back From Hell" onde o vocal lembra muito Rob Halford e a belíssima "Iron Fist in a Velvet Glove".


Helloween - "The Dark Ride"

Este com certeza é o álbum mais pesado e sombrio do Helloween, e contou com a produção de ninguém menos que o grande Roy Z (Bruce Dickinson/Halford). Até a voz de Andi Deris está mais agressiva, e os refrões "bonitinhos" de algumas músicas ganharam um tom mais dramático. Um álbum que foge um pouco dos padrões do metal melódico, mas que se caracterizou como o último grande lançamento da banda, até o presente momento. Destaques para as músicas "Mr. Torture", a pesadíssima "Escalation 666", "Mirror, Mirror", o clássico "If  I Could Fly" e "Salvation".


Symphony X - "V-The New Mythology Suite"

Mais uma vez o progmetal robusto do Symphony X mostra suas caras em grande estilo. Seguindo a mesma linha do anterior (Twilight in Olimpus) a banda traz um pouco mais os elementos do power metal, como em "Evolution (The Grand Disign)", a melhor música do álbum, e também muita influência do neo clássico de Malmsteen. Apesar de se manter na linha dos últimos e consagrados álbuns, ele não traz muita inovação, digo até que a banda se auto-plagia em alguns momentos. Mas mesmo assim é um álbum que merece respeito pelas grandes canções que nele contém.
Destaques: "Evolution (The Grand Disign)", "Fallen", "Communiom and the Oracle", "Egypt" e a longa "Rediscovery (partII) The New Mythology"



Ayreon - "Universal Migrator Part 2: Flight of the Migrator"

Esse álbum é sensacional. Temos grandes vozes do metal interpretando mais uma estoria de Arjen Lucassen. Bruce Dickinson, Russel Allen, Andi Deris, Timo Kitipelto, Ralf Sheepers, Fabio Lione, Lana Lane e outros.
Destaques para "Down of the Million Souls" com Russel, "Into the Black Hole", com Bruce, "Journey on the Waves of Time" com Ralf, "Out of the White Hole" com Fabio.




Outros Álbuns lançados neste ano







Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário