3 de maio de 2013

[Resenha] MARCOS DE ROS - "Sociedade das Aventuras Fantásticas" (2013)


Como o próprio MARCOS DE ROS disse recentemente durante a sua apresentação no Festival Brasileiro de Música de Rua: "É um CD duplo instrumental. Pouca gente teria coragem de lançar isso hoje em dia, só o idiota aqui", arrancando risos da platéia com seu bem humorado jeito de ser, que já se tornou uma marca registrada, vide os milhares de vídeos inusitados postados na internet.

Pois bem, DE ROS não demonstrou apenas extrema coragem de lançar um álbum neste formato em tempos de digitalização e piratagem, como também mostrou que pode-se fugir do convencional e o previsível, e mais, pode-se sim ainda  inovar neste meio quase ingrato que é o da guitarra instrumental.

Para entender melhor, quando você ouve falar que um guitarrista lançou um CD solo, instrumental, logo te vem na cabeça aquela chupação de STEVE VAI, SATRIANI, PETRUCCI e etc... e em 90% dos casos, é exatamente isso o que acontece, mas quando você ouve um CD do ou com o DE ROS tocando, você escuta apenas MARCOS DE ROS, isso é muito interessante, é um estilo inconfundível. Talvez por sua versatilidade que vai do clássico, passando pelo rock e os estilos mais brasileiros como o choro.

A temática entorno do "Sociedade da Aventuras Fantásticas" então é algo tão inusitado, impensado, que chega a ser genial! Fantástico! Segundo as próprias palavras de Marcos: "Esse CD é a minha visão de como eu faria as trilhas sonoras de algumas das aventuras fantásticas que marcaram a minha vida, seja em livros, quadrinhos ou filmes!", ou seja, quando alguém te fala em "Super Man" você logo pensa na clássica trilha do filme, já DE ROS cria sua própria trilha sonora. Simples assim.

O ponto forte neste álbum é o cuidado com a musicalidade e arranjos das músicas, deixando por vezes a técnica em segundo plano para buscar na simplicidade da melodia uma uniformidade com o todo. Ótimas linhas de orquestrações completando o tema principal em uma compacta massa sonora onde todos os detalhes são imprescindíveis. Há músicas que se deve ouvir mais de uma vez, ás vezes, até 10 vezes para se notar todos os detalhes e linhas de arranjos, como é o caso de "Alice no País das Maravilhas", "Pinóquio", "Canção Para Poliana" e "Don Quixote De La Mancha". E o detalhe é que não enjoa.



Há também as mais pesadas, puxando para ao heavy metal, que nos remetem aos tempos da banda De Ros como "Moby Dick, a Baleia",  a enigmática "Aladim" e "A Volta ao Mundo em 80 Dias". E as bem progressivas lembrando os tempos de AKASHIC como "Sherlock Holmes", "O Pequeno Príncipe" e suas belíssimas frases e harmônicos, "Os Doze Trabalhos de Hércules", "Nauticus, das 20000 Léguas Submarinas", a inusitada "Tarzan" que quando eu ouvi pensei "não pode ser.., e não é que o cara faz o grito do personagem com a guitarra!", me surpreendeu! Além de sua já citada versão para o "Hino do Super Homem".

Além do Capitão MARCOS DE ROS, a Sociedade ainda é formada por ÉDER BERGOZZA (ex-Akashic) nos teclados e piano, o holandês MARCEL VAN DER ZWAN no baixo, e THIAGO CAURIO (Anaxes / Astafix) na bateria, completando um time de grandes músicos  aqui do RS e garantindo a qualidade de um trabalho de primeira linha. Há também a participação de RAFAEL GUBERT (ex-Akashic), e daí você me pergunta, "Em que faixa ele canta?"... Ele não canta, assobia!! Isso mesmo, nas faixas "Moby Dick" e "Nauticus..." ele faz os assobios. E até isso o cara sabe fazer bem feito! Pode? 

Destaque também para a ótima produção sonora e mixagem de JULIANO BOZ em parceria com MARCOS DE ROS, eles conseguiram deixar o som pesado, consistente, onde tudo é muito bem audível e agradável, apesar dos inúmeros arranjos. A arte gráfica também não fica para trás, com créditos para ALEX MILESI, que também é responsável pelos videoclipes, não só do DE ROS, mas de muitos artistas aqui da região, como HAMMER 67, TORVO e até ALMAH. Além das excelentes fotografias do grande MAURÍCIO CONCATTO, que conseguiu captar toda a essência por trás do projeto.

Enfim, uma verdadeira obra prima, um dos melhores lançamentos não só do metal ou instrumental, mas da música brasileira. Uma fonte onde novos e até velhos guitarristas deveriam beber e rever os seus conceitos quanto ao instrumento. Original e Genial! Vale a pena!

NOTA - 10
--------------------------------------------
MARCOS DE ROS - "Sociedade das Aventuras Fantásticas" (2013)
Tracklist CD01
01 Era Uma Vez
02 As Aventuras do Capitão Jack Sparrow
03 Alice no País das Maravilhas
04 Moby Dick, a baleia
05 Aladim
06 O Pequeno Príncipe
07 Pinóquio
08 Sherlock Holmes
09 A Volta ao Mundo em 80 Dias

Tracklist CD02
01 Os Doze Trabalhos de Hercules
02 Os 3 Mosqueteiros
03 Nauticus, das 20000 Léguas Submarinas
04 Peter Pan
05 Hino do Super Homem
06 Tarzan
07 Canção Para Poliana
08 Don Quixote de La Mancha

Line-up
Marcos de Ros - guitarra
Éder Bergozza - teclados
Marcel van der Zwam -baixo
Thiago Caurio - bateria

Links Relacionados
WEBSITE

==========================
(Editor / Redator / Músico)



Comentários
0 Comentários