13 de outubro de 2013

[Resenha] HIBRIA / MEGADETH / BLACK SABBATH - Fiergs / Porto Alegre/RS - (09/10/2013)

[RESENHA] Por Geraldo Andrade

Foto: Thaís Pérrone
Na ultima quarta-feira (09/10), os pais do heavy metal, o BLACK SABBATH, fez sua segunda apresentação em Porto Alegre/RS, a primeira foi em 1992, na turnê do álbum “Dehumanizer”, com Ronnie James Dio no vocal, não preciso dizer que foi histórico, um dos melhores shows que já assisti ao vivo.

Mas, vamos voltar a 2013, o dia estava perfeito, temperatura agradável e muito sol, a noite prometia ser perfeita. De Caxias do Sul, saíram 14 ônibus da Rupestre Turismo, imagina a loucura que foi. Mas, como sempre a viagem foi muito tranquila. Durante o trajeto ficamos sabendo que tinham antecipado a abertura dos portões, antes programada para 16 horas, fiquei contente (risos), pois era certo que não teríamos aquela loucura de entrada, quando abrem os portões.

Chegamos 16 horas na Fiergs, local do show, e o movimento era grande, mas, muito tranquilo. Entramos e já tinha muita gente, ali se via que a “coisa” ia lotar, ainda mais que os ingressos se esgotaram alguns meses antes. Todos querendo assistir ao vivo pais do heavy metal: Ozzy Osbourne, Tony Iommi e Geezer Butler. Depois de Porto Alegre, a banda ainda se apresentaria em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
Foto: Thaís Pérrone
Para um estacionamento da Fiergs completamente lotado, com cerca de 30 mil fãs, estava na hora dos shows começarem. E a HIBRIA, a melhor banda brasileira de heavy metal da atualidade, é que abrem os shows da noite, a banda gaúcha, que faz o maior sucesso no exterior, faz um set curto, mas onde podemos ver e sentir toda a qualidade e profissionalismo desses gaúchos, uma banda “internacional”. O lado negativo no show da HIBRIA foi à falta dos telões, para quem estava do meio para trás, era difícil de ver. E apesar de ter sido um grande show de abertura, só tenho que reclamar a reação do publico, confesso que esperava algo mais “caloroso”, para o maior nome do metal brasileiro, e ainda mais que a banda estava em “casa”. A banda não merecia algo tão frio.

SET LIST / HIBRIA
01. Nonconforming Minds 
02. Silent Revenge
03. Shoot Me Down 
04. Silence Will Make You Suffer 
05. Blinded By Faith
06. Tiger Punch, 

Foto: Thaís Pérrone
Terminada a apresentação da HIBRIA, era hora de ir ao banheiro (risos), porque a noite apenas estava começando. Agora era a vez do MEGADETH, e a banda, infelizmente, fez um set curto, onde mostraram petardos da carreira e do recente disco, “Super Colider”. Em minha opinião, a banda vive um dos melhores momentos de sua carreira, com uma formação que já está junta a um bom tempo, está entrosada, um gigante do metal mundial. O publico gaúcho foi à loucura com a apresentação da banda, que novamente fez um grande show em Porto Alegre.

SET LIST / MEGADETH
01. Hangar 18
02. Wake Up Dead
03. In My Darkest Hour
04. She-Wolf, Sweating Bullets
05. Kingmaker
06. Tornado of Souls
07. Symphony of Destruction 
08. Peace Sells e Holy Wars… The Punishment Due.

Foto: Thaís Pérrone
E finalmente estava chegando o grande momento, show marcado para 22 horas, era o momento de assistir os pais disso tudo, os “culpados” pela nossa paixão ao heavy metal, o BLACK SABBATH!

A banda entra no palco, 15 minutos antes do programado, por voltas das 21h45min e claro, o público veio abaixo. Como tem sido desde o início da nova tour, para lançamento do disco “13″, o show abriu com “War Pigs”, cantada por todos ali presentes. Tivemos clássicos como “Snowblind”, “Black Sabbath”, “N.I.B.”, “Rat Salad”, o clássico dos clássicos “Iron Man” e ”Children of the Grave”. Tivemos novas como “End of the Beginning”, “Age of Reason” e a perfeita “God Is dDad?”.

No tradicional bis, tivemos um dos maiores clássicos da banda, “Paranoid” cantada por todos ali presentes. Em duas horas de show, com Ozzy em uma noite perfeita, o mestre Iommi, mostrando porque, em minha opinião, é o melhor guitarrista de todos os tempos, Geezer Butler fazendo a melhor apresentação que já assisti ao vivo de um baixista, ele é desse planeta? (risos), e onde o baterista Tommy Clufetos, mostrou porque foi escolhido pela banda, que grande baterista, um gigante que merece o lugar que está ocupando, o BLACK SABBATH encerra uma apresentação histórica na capital gaúcha. Todos saem felizes e com a certeza de que viram um show histórico e no futuro poderemos dizer para nossos netos: “Eu assisti ao vivo o Black Sabbath!”. 

SET LIST / BLACK SABBATH
01. War Pigs
02. Into the Void
03. Under the Sun/Every Day Comes and Goes
04. Snowblind
05. Age of Reason
06. Black Sabbath
07. Behind the Wall of Sleep
08. N.I.B.
(Preceded by “Bassically” … more)
09. End of the Beginning
10. Fairies Wear Boots
11. Rat Salad
(Followed by Tommy Clufetos Drum Solo)
12. Iron Man
13. God Is Dead?
14. Dirty Women
15. Children of the Grave
16. Paranoid

Show finalizado às 23 horas e 45 minutos, a entrada na Fiergs foi muito tranquila, então a saída seria mais ainda. Estava enganado, não acreditei no que estava vendo, praticamente tinha 01 portão de saída, para 30.000 pessoas, imaginem o que foi isso, tenso, muito tenso e, tudo beirando ao caos, lamentável, isso tudo para uma noite que tinha tudo para ser memorável do começo ao fim, mas o final não foi tão feliz assim, nota zero para organização.

Chegando ao ônibus 05 minutos antes de sua saída, fico tranquilo e me acomodo, como sempre a viagem é tranquila, 02 horas de sono (risos), mas, como sempre, valeu cada segundo!

Um agradecimento em especial para minhas eternas companheiras de shows: Melissa Telles e Juh Rodrigues e, o grande Muca. Obrigado pela parceria!

Até o próximo!



Melissa, Gege e Juh






Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário