22 de março de 2014

[Resenha] ROSA TATTOOADA - Show - Nova York Irish Pub - Pelotas/RS (15/03/2014)

[RESENHA] Por Geraldo Andrade


Alguns dias atrás, fui convidado pelo meu grande amigo Jacques Maciel, para acompanhar a ROSA TATTOOADA no show em Pelotas/RS, no Nova York Irish Pub.

Minha expectativa era grande, já tinha ouvido falar muito do publico de Pelotas e da cidade, seria minha primeira visita a uma das cidades mais importantes do Rio Grande do Sul, mas, já desconfiava que viesse coisa muito boa pela frente.

Finalmente chegara o dia do show, um sábado que começa com chuva em Caxias do Sul, me deixando preocupado, chuva não seria nada legal, para um dia tão esperado. Saio de Caxias do Sul, rumo a Porto Alegre, me encontraria com a banda na capital gaúcha, às 10 horas e 30 minutos. Para a minha alegria, na chegada a capital gaúcha, já não chovia mais, voltei a ter aquele baita sorriso no rosto.

Chegando, vou direto para a residência do baixista da ROSA TATTOOADA, Valdi Dalla Rosa. Como sempre sou muito bem recebido por esse grande músico brasileiro, conversamos, rimos e almoçamos. O cardápio do “mestre cuca” Dalla Rosa, foi bife, queijo e batata frita, e posso dizer que a fera do baixo, também é fera na cozinha (risos).

Saímos de Porto Alegre às 15 horas e 40 minutos, já com toda a equipe reunida, e para nossa alegria, com um tempo muito bom, sol e sem nenhuma possibilidade de chuva. A viagem é com muitas conversas, risadas, vídeos (ROLLING STONES e BAD COMPANY), uma verdadeira família do rock and roll.

Chegamos a Pelotas perto das 20 horas, fico encantado com a cidade e seus prédios antigos, uma cidade plana, muito bonita, já vi que iria ser uma noite muito especial. Vamos para o hotel, a banda ficaria descansando e o restante da equipe iria para o local do show, o Nova York Irish Pub. Chegando lá encontramos um Pub no clima do SAINT PATRICK “S DAY, uma casa com clima de rock and roll, era primeira vez que pisava no pub, e já de cara, vejo que é local que respira rock and roll, muito bom ver esse tipo de lugar, principalmente nas cidades do interior, isso mostra que o rock é muito forte nas cidades do interior.

Tudo ajustado, palco montado, é hora de buscar a banda no hotel.

ROSA TATTOOADA chega ao Nova York, perto das 21 horas e 30 minutos, na chegada já encontram alguns fãs que esperam banda, como sempre e no bom e velho estilo ROSA TATTOOADA, todos são bem recebidos pela banda.

A passagem de som é tranquila, a banda toca umas 03 músicas e deixa tudo “redondinho” e pronto para o show, que estava programado para 01 hora e 30 minutos de domingo. Após isso, a banda e equipe vão para o saboroso jantar, servido ali mesmo no pub, e só posso dizer uma coisa: estava bom demais! Depois do jantar, deixamos o Pub e vamos todos para o hotel, descansar e esperar a hora do show.

Estava chegando a hora do show, hora de irmos para o Pub, na chegada, ainda tinha fila de pessoas esperando para entrar no local. Entramos e o local estava entupido de pessoas, deu uma sensação de que iríamos ter um show histórico. Eram tantas pessoas, que a banda até teve dificuldade para entrar no camarim. No caminho eram parados por fãs, pedindo para tirar fotos, com um dos maiores nomes do hard rock brasileiro, é bonito de ver o carinho da banda com os fãs, vou sempre admirar a banda por causa disso, nesse quesito, a Rosa é única!

Já é 01 hora e 30 minutos, e lá vem a ROSA TATTOOADA, com uma dificuldade enorme, para chegar até ao palco, mas, por um ótimo motivo, a casa estava cheia demais! O publico enlouquecido recebe a banda, como é bom ver uma casa cheia, um local que é puro rock and roll. Dava para ver nos rostos de Jacques Maciel, Valdi Dalla Rosa e Dalis Trugillo, um sorriso estampado, isso é rock and roll.

O set seria longo, 18 músicas, clássicos e músicas do novo álbum “XXV”, uma relação de musicas perfeita. A banda já começa com a “velha” conhecida “Rendez Vous”, que é cantada por todos ali presentes, uma “paulada” já na entrada, a ROSA já mostrava para o que tinha vindo.

Sem deixar o público respirar vem a sequencia com “Fora De Mim, Dentro De Você” e, o hino “Na Estrada”. O publico era um espetáculo a parte, já assisti a vários shows da banda, e digo, esse foi um dos mais insanos, em se falando de publico. Conheciam todas as letras, cantavam juntos, fiquei de boca aberta, um show da galera.

Uma das maiores lendas do hard rock brasileiro, Jacques Maciel, anuncia a próxima, a nova “Cerveja & Rock And Roll”, essa musica foi perfeita para a noite quente de Pelotas, escorria suor do corpo de todos ali presentes. O refrão com Jacques e Valdi cantando juntos, ficou poderoso, grande candidata a virar clássico.

Jacques Maciel apresenta a banda: “No baixo Valdi Dalla Rosa, na bateria o monstro Dalis Trugillo”. Valdi vem ao microfone e apresenta Jacques: “A maior lenda do Hard rock brasileiro: Jacques Macieeeel”! Na sequencia vem mais um clássico das antigas: “Um Milhão de Flores”, seguida do novo hino “Rezar Não Vai Te Livrar do Fim”, que já é conhecida de todos ali presentes.

Tão Longe”, “Canção do Deserto” e “Voando Baixo” dão sequencia ao set, que até agora já estava deixando todos ali presentes com aquele sorrisão estampado nos rostos, que energia desse publico, era uma noite que banda e público estavam entrosados.

A próxima fala da profissão mais antiga do mundo, como disse Jacques Maciel: “Dólar Na Calcinha”. Ainda tivemos “Sonho Bom”, “O Veneno do Seu Olhar”, a clássica “Tardes De Outono”, “Diamante Interestelar”, essa recebida aos gritos por todos ali presentes, a nova “Só Um Beijo Na Sua Boca”.



Jacques Maciel comenta que o show está chegando ao final, e começam uma das músicas mais pesadas da história da banda, a minha favorita “Carburador”, mais uma paulada, que deixa todos ali presentes “tontos”.

Aquela música que nunca pode faltar no show da banda, é a próxima, o clássico dos clássicos: “O Inferno Vai Ter Que Esperar”, nem preciso comentar a reação do publico, só digo que, se Jacques quisesse, nem precisaria cantar, pois o público estava fazendo isso, foi de emocionar.

E, infelizmente, o show vai terminando, e a ROSA TATTOOADA, fecha com “Rock And Roll Até Morrer”, momento em que o Nova York Irish Pub, quase vem abaixo, encerrando ali, um dos melhores show que já assisti da ROSA TATTOOADA, falando em banda, Pub e público, uma noite para entrar na história. PARABÉNS PELOTAS!

Grande noite em que tivemos um Jacques Maciel, com seu carisma e talento de sempre, não tem como não ser repetitivo, esse cara, em minha opinião é o melhor frontman do hard rock brasileiro, é impossível não falar isso depois de uma noite como essa de Pelotas.

O melhor baixista do Brasil, em 2013, eleito pelos leitores do Heavynroll, Valdi Dalla Rosa é outro que dispensa apresentações, mesmo com alguns problemas com equipamento durante o show, ele não deixou de mostrar todo seu talento, e todos ali viram, porque ele é considerado um dos melhores músicos do Brasil.

O meu destaque da noite, vai para o “monstro da bateria”: Dalis Trugillo! Que noite, que fase, o que esse cara está tocando é fora do comum. Um baterista que não erra que espanca sua bateria, que a cada dia evolui, e muito, mais um que já pode ser considerado, como um dos melhores bateristas da nova geração do rock brasileiro. Após o show, no hotel, eu e Valdi falamos sobre isso, todos esses elogios para ele, e, ele na sua simplicidade de sempre, não concorda, esse é Dalis Trugillo!

Antes de irmos para o hotel, a banda recebe a TODOS ali presente, no camarim, é bonito de ver a fila que tinha na porta. Todos são recebidos com carinho e atenção pela banda, e saem com autógrafos e muitas fotos. Fãs atendidos, é hora de irmos para o hotel, teremos poucas horas até a hora da partida, então temos que aproveitar e descansar um pouco.

Saímos de Pelotas, rumo a Porto Alegre, são 08 horas e 15 minutos, a viagem é tranquila, todos ali cansados, mas, muito satisfeitos depois de uma grande noite de puro hard rock, em Pelotas, uma das cidades mais rock and roll do Rio Grande do Sul!

Agora é esperar o próximo encontro da família Rosa Tattooada, que vai ser em breve, para mais um grande show, VIVA A ROSA TATTOOADA!













Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário