13 de maio de 2014

[Resenha] ROSA TATTOOADA - Show - Vagão Bar (10/05/2014)

[RESENHA] Por GERALDO ANDRADE


Caxias do Sul, já estava com saudade da ROSA TATTOOADA, é impressionante a química que rola entre banda e fãs da cidade. Já os acompanhei por várias cidades, e posso dizer aqui na Caxias Rock City é diferente, é algo inexplicável, o carinho que os fãs da cidade têm por uma das maiores bandas do hard rock brasileiro.

Chegava o dia de “matar” essa saudade, sábado, 10 de Maio, foi o dia escolhido, com show marcado no tradicional Vagão Classic.

Amanheceu um dia nublado, com chuva, e frio, mas, no final da tarde, ficou somente o frio, e quem conhece Caxias do Sul, sabe que esse frio da serra gaúcha é “complicado” (risos).

A banda chega à cidade às 18 horas e 45 minutos, a equipe se desloca para o Vagão e a banda fica repousando no hotel, até a hora da passagem de som. Aproveitamos esse tempo até hora da passagem, para colocarmos as noticias em dia e saber um pouco das novidades da banda, Jacques Maciel, Valdi Dalla Rosa e Dalis Trugillo, são pessoas fantásticas, tenho o maior orgulho de poder conviver com feras desse nível e de uma simplicidade fora do comum, são exemplos a serem seguidos pelas bandas da nova geração.

São 20 horas e a banda vai para a passagem de som, chegando lá, já estava quase tudo pronto, a grande equipe da banda, já tinha deixado tudo pronto, faltava à passagem de som dos músicos. Foi uma rápida passagem, o som estava perfeito, fica aqui um parabéns, para o responsável por isso, a fera Giovanni de Silvestre, como ele mesmo disse: “tava uma patada na cara”!

Terminada a passagem, era hora da janta, nos dirigimos a Hamburgueria mais rock and roll do Brasil: Jaime Rocha! Quem conhece sabe o que estou falando, e todos os astros do rock e bandas, que visitam Caxias do Sul, são “obrigados” a dar uma paradinha na Hamburgueria, você que um dia vier a Caxias do Sul, vá a Hamburgueria! 

Depois de muita conversa risadas, torpedos (um dos melhores lanches) e maravilhoso mousse de chocolate, voltamos para o hotel, à banda iria descansar mais um pouco. Meia-noite, a banda saiu do hotel e faz uma pequena visita à equipe que produziu o clipe “Rezar Não Vai Te Livrar do Fim”, muita conversa acertos e posso dizer que, vem coisa boa por aí, aguardem!

ROSA TATTOOADA chega ao Vagão Classic, já são 01 hora e 30 minutos da madrugada do domingo, a casa estava lotada, até chegar ao camarim, Jacques, Valdi e Dalis atendem fãs no caminho, com aquele velho estilo ROSA de atender os fãs, outra coisa que é inexplicável.

01 hora e 45 minutos a banda sobe ao palco, para delírio total de todos ali presentes, volto a falar, o amor do publico caxiense pela banda, é algo fora do comum, é único, é lindo de ver, confesso que sempre me emociono.

De cara já metem 03 clássicos: “Rendez Vouz”, “Fora de Mim, Dentro de Você” e “Na Estrada”. Na sequencia, um dos maiores nomes do hard rock brasileiro, o Sr.Jacques Maciel apresenta uma música do mais recente álbum da banda: "XXV", a música que está virando um hino: “Cerveja e Rock And Roll”, cantada por todos ali presentes. Logo depois vem o clássico “Um Milhão de Flores”. Nem preciso dizer que o Vagão tremeu né? 

A essa altura do show, eu olhava assustado para o que Dalis Trugillo faz na bateria, e digo, o cara é na atualidade um dos melhores bateristas do Brasil, está tocando muito, destruindo, é impressionante a cada show que assisto, Dalis vem num crescimento impressionante, e já ouvi outras pessoas falarem, ele está fazendo história na ROSA TATTOOADA e no hard brasileiro.

Foto: ELAINE KIST REZZADORI 
Ainda falando em "XXV", o novo álbum, a próxima, que já virou clássico, é “Rezar Não Vai Te Livrar do Fim”, e com uma participação mais do que especial do grande e “assustador” Ceifador, a presença dele, dá um clima muito legal a musica, todos deliram com a presença dessa figura “sinistra”. Nessa musica, um lance bacana, é a participação do grande baixista Valdi Dalla Rosa nos vocais, e quem já viu, sabe que, além de ser um dos melhores baixistas do Brasil, o cara “arrebenta” no vocal.

Tão Longe”, “Canção do Deserto”, “Voando Baixo” e “Hard Rocker, Old School”, dão sequencia ao show. Logo depoistemos o momento mais emocionante do show, na música “Tardes de Outono”, Jacques Maciel fala que será uma homenagem ao grande guerreiro do rock, Paulo Schroeber, que nos deixou recentemente, e digo, foi de arrepiar, pessoas choravam, se abraçavam, um momento único e emocionante, para quem não sabe, Paulo era caxiense, e ali estavam muitos amigos e fãs, a emoção foi demais, parabéns Jacques Maciel por essa grande homenagem.

O show segue com uma das antigas, “Diamante Interestelar” e mais uma nova, “Só Um Beijo da Sua Boca”. Uma das minhas musicas favoritas, que é puro peso, onde a banda “destrói” tudo é a próxima, o Vagão quase vem a baixo com “Carburador”, que peso absurdo, que qualidade da banda. Jacques Maciel faz o Vagão estremecer com o peso que vem de sua guitarra, e uma das melhores cozinhas do Brasil, Valdi Dalla Rosa e Dalis Trugillo, simplesmente destroem, via pessoas ao meu lado enlouquecidas e de boca aberta com poderoso som que vinha de cima do palco. Um lance legal foi eles terem tocado "Cama de Arame Farpado", que não estava no setlist, e a galera curtiu muito, essa que é uma das mais pedidas nos shows.

Foto: ELAINE KIST REZZADORI 
Infelizmente o show está chegando ao fim, e a penúltima música é simplesmente o maior clássico da história da banda, “O Inferno Vai Ter Que Esperar”, como sempre digo, nessa música, Jacques Maciel nem precisava cantar todos ali presentes fazem isso, é lindo de ver, é de arrepiar esse momento do show.

A última música é mais um clássico, “Rock And Roll Até Morrer”, musica perfeita para fechar o show, um verdadeiro hino do rock and roll, onde todos ali presentes cantam, ou melhor, gritam: “Rock 'n' roll a noite inteira, Rock 'n' roll até morrer, Vou dançar a noite inteira, Rock 'n' roll até morrer”.

Encerrando, com quase 02 horas, um dos melhores shows, já visto, da ROSA TATTOOADA em Caxias do Sul, uma noite com muito rock and roll, amigos e muita emoção. A banda vai para o camarim, para descansar alguns minutos, mas, logo já voltam para atender todos fãs ali presentes, são fotos, abraços, beijos, autógrafos, um relacionamento de amor, entre a ROSA e seus fãs da Caxias Rock City.

Está na hora de me despedir, infelizmente, porque um show da ROSA TATTOOADA deveria durar para sempre, pois quem vive aquele momento, tem a certeza de que está no melhor lugar do mundo, é algo inexplicável, algo que queremos viver sempre.

Despeço-me de todos e acompanho Jacques Maciel até o hotel em que a banda estava hospedada, dou um beijo e um abraço numa das maiores lendas do hard rock brasileiro, e fica a certeza de que muitos shows da ROSA TATTOOADA, ainda virão que venha o próximo!

Foto: ELAINE KIST REZZADORI 
Foto: ELAINE KIST REZZADORI 
Foto: ELAINE KIST REZZADORI 












2 comentários:

  1. Penso que a resenha escrita pelo Geraldo expressa bem a relação e o sentimentos dos fãs com a banda.
    Além da banda tocar um hard rock impecável ao longo destes 20 e poucos anos de estrada, o carisma e atitude dentro e fora dos palcos é fantástica.
    Vida longa ao Rosa Tattooada!
    Parabéns, Geraldo!

    ResponderExcluir
  2. Gege !!

    Como sempre tua resenha do Show do Rosa foi perfeita!
    Ir aos shows da Rosa sempre é incrível e emocionante e poder reviver isso lendo as tuas resenhas é simplesmente maravilhoso!

    Parabéns pelo ótimo trabalho teu e do blog!
    Beijão

    ResponderExcluir