3 de janeiro de 2015

[Resenha] UNMASKED BRAINS - "Machina" (2014)

Por MARCO PAIM
(Editor / Redator / Músico)
----------------------------

Os cariocas do UNMAKED BRAINS lançaram em 2014 o seu primeiro álbum, "Machina" e desde a primeira matéria que recebi da Wargods Press a banda já chamava a atenção pelo visual diferenciado e ousado, além de uma sonoridade muito peculiar, definido pela banda como "All Metal". Passados os meses, acompanhei, através das notícias, a concepção do que viria a se tornar o debut da banda. E o "guri" nasceu forte e com muita perspectiva!

Sobre a sonoridade de "Machina", é difícil definir. É pesado, com ótimos e criativos riffs. Apesar de a base de tudo ser o heavy metal, temos muitos momentos thrash e prog, e também muita coisa puxando para os trabalhos muito bem elaborados das guitarras, que aliás, exploram muito bem os timbres diferenciados e versáteis das suas guitarras, coisa incomum hoje em sons mais pesados.

A banda já surpreende na primeira faixa, "A Máquina", cantada em português, é rápida tem ótimos riffs e harmonizações, uma das melhores do álbum. Ela já impressiona pelo riff inicial, ao estilo Mallmasteen... e como ficou legal em português. 
Depois vem outra sonzeira, a quebradeira de "Cloistered Life", mostrando o quanto a banda é ótima tecnicamente, destaque para o guitarrista mascarado LGC, ele mostra toda a sua fúria e virtuosismo nesta faixa, onde a banda passeia por diversos estilos, desde o prog, thrash e até o jazz em uma pequena passagem. Na verdade, ao longo de todo o play você é surpreendido por mudanças de tempos e levadas de tirar o fôlego, deixando o ouvinte sempre alerta para o próximo compasso.
Em "Life Has no Meaning" quem mostra a que veio é o baterista Elcio Pineschi, o cara destroi com levadas tribais e ótimas frases, fugindo dos clichês e exageros com muito bom gosto.
Outro destaque é "Lost Control", e nesta altura do play você já conseguiu absorver e sacar a proposta da banda. Menciono novamente o virtuosismo de LGC, o cara é impressionante, um dos melhores guitarristas desta geração. Criativo, sempre com riffs diferenciados e fugindo do tradicional "power chord" e clichês, as músicas ganham ótimas harmonizações de acordes. Além disso, ele explora muito as dinâmicas de volumes, ganho e timbres de seu instrumento, como se fazia na década de 70. E isso é formidável!!
E o último destaque é a já conhecida "The New Order of Disorder", que possui um videoclipe onde mostra todo o visual e performance da banda. Confira e tire suas conclusões:



Apesar de não constar na minha lista de 2014 (por muito pouco), "Machina" foi um dos grandes lançamentos do ano. Autêntico, criativo e bem produzido, é uma álbum que merece a atenção dos caros ouvintes.

Sobre a temática do álbum e de sua capa, a banda cria um ambiente que mistura mecânica, eletrônica, física acústica, e biomecânica, com a personificação da “Machina” na figura central. Segundo o guitarrista/vocalista Reinaldo Leal, este conceito “tem muito a ver com nossa formação acadêmica, com nossos interesses comuns.
Recomendadíssimo!!

=======================
UNMASKED BRAINS - Machina (2014)
Tracklist
01. A Máquina
02. Cloistered Life
03. Controversies of the War
04. Corrupt
05. Life has no Meaning
06. Little God Ivory
07. Lost Control
08. Numbers
09. The New Order of Disorder

Line-up
Reinaldo Leal - voz / guitarra base
LGC - guitarra solo
Denner Campolina - baixo
Elcio Pineschi - bateria




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário