3 de fevereiro de 2015

[Resenha] ENARMONIKA - "Duality" EP (2014)

Por MARCO PAIM
(Editor / Redator / Músico)
----------------------------



Em 2014 a banda ENARMONIKA, de Florianópolis, lançou seu primeiro EP, intitulado "Duality", que conta com ótimas 4 faixas de gotic/sinphonic metal ao estilo de bandas como EPICA e AFTER FOREVER. A banda conta com a vocalista Carla Domingues, que levou a estatueta de "Melhor Vocalista Feminino" na votação dos Melhores do Ano Heavynroll a nível nacional (Braziland), pelo seu trabalho junto ao M26. A voz de Carla, que alterna entre o lirico e o pleno, é algo que beira a perfeição, lembrando em muitos momentos a grandiosa Floor Jansen (Nightwish, Revamp) , e sua performance ao longo de todo o play é de impressionar. Uma das melhores cantoras do estilo na atualidade. E se já não bastasse, ela ainda faz o baixo da banda. Grande revelação!

O Ep abre com a belíssima e longa "Flesh", e você já é envolvido pelas ótimas melodias vocais. Daí tu percebe mais uma outra grande sacada na proposta da banda, e talvez o motivo do próprio nome, pois temos, além do tradicional line-up com guitarra, baixo e bateria, a substituição dos teclados por violoncello, executado por Daniel Galvão, que ainda é responsável pelos vocais guturais, e o violino, a cargo de Iva Giracca, deixando tudo com uma sonoridade mais orgânica e única.
Depois vem "Palabras al Viento", que abre com o tema de "Bolero de Ravel", o detalhe é que esta música é cantada em espanhol por Carla, em um momento mais calmo e latino e em inglês por Daniel, nos momentos mais agressivos, em uma espécie de diálogo. Destaque para as belíssimas harmonizações de cordas e alternâncias de dinâmicas.
"Beuty in Black" começa com uma levada mais heavy mas, mais uma vez, se diferencia pelas cordas. A voz de Carla nesta música é mais plena e agressiva em alguns momentos, vale destacar a grande performance da vocalista em dueto perfeito com Daniel Galvão, que também deixa o gutural de lado e faz uma segunda voz limpa.
Pra fechar o trabalho vem a atmosférica, "Schnell", a mais calma do EP, mas não menos sedutora, com suas harmonizações de cordas e ótimas linhas vocais. 



Uma coisa que notei, com exceção da última faixa, foi a ausência de solos de guitarras. A exemplo do que fazia o AFTER FOREVER, o ERNARMONIKA valoriza as orquestrações, neste caso com instrumentos de verdade, onde a guitarra de Vitor Sabag segura as harmonizas e frases bem construídas, porém, o seu solo em "Schnell", mostra que não é por falta de técnica, pois o cara manda muito bem em um solo bem melódico e hibrido.
"Duality" foi lançado em Novembro de 2014, uma ótima novidade para 2015. Se um futuro debut manter a criatividade e nível deste EP, já vai ser ótimo, mas como sempre há uma evolução, ao menos espero, teremos uma grande surpresa no cenário nacional por vir. Audição obrigatória. Recomendadíssimo!

=============================
ENARMONIKA - "Duality" EP (2014)
tracklist
01. Flesh
02. Palavras al Vento
03. Beuty in Black
04. Schnell

line-up
Carla Domingues - vocal, baixo
Iva Giracca - violino
Daniel Galvão - Violoncello, vocal
Vitor Sabag - guitarra
Gabriel Porto - bateria

Link








Comentários
0 Comentários