21 de abril de 2015

[Resenha] NIGHTWISH - "Endless Forms Most Beautiful" (2015)

(Editor / Redator / Músico)
----------------------------


Quer notícia melhor que Floor Jansen assumindo os vocais do NIGHTWISH? Aliás, essa era uma decisão que a banda já devia ter tomado quando a Tarja saiu, pois pra mim, Anette foi um fracasso, uma tentativa frustrada de querer reinventar a sonoridade da banda. uma lacuna... minha opinião.
Já nos primeiros vídeos ao vivo com Floor, ficou evidente que seu estilo se encaixaria como uma luva ao NIGHTWISH, aliás, ainda melhor que isso, pois seu estilo vocal não se limita ao lírico, cantando músicas em voz poderosa e plena dando uma nova e espetacular interpretação a velhos clássicos.
Mas então veio a notícia de um novo álbum. Como Floor soaria inserida ao estilo da banda, e mais, a banda manteria seu modo enfadonho de composição? Então veio o primeiro single e vídeoclipe, "Élan", que num primeiro momento decepciona por sua atmosfera pop e mainstream e fez com que muitos torcessem o nariz, inclusive eu. Mas então veio o álbum... e meu amigo, o buraco é mais embaixo, acreditem...

De cara, 4 músicas me chamaram muito a atenção. Na sequência, "Weak Fantasy", minha favorita, é uma música com muita influência do prog e lembra bastante AFTER FOREVER. Isso mesmo! Impossível não se reportar. E o mais interessante é que a Floor não assina a composição (aliás, de nenhuma música). Ela é empolgante e alterna o peso (e que peso!!) com momentos calmos e acústicos, na verdade, ela toma uma forma mais ao estilo NIGHTWISH aos 3:40min, quando as geniais orquestrações apoteóticas de Tuomas aparecem.
A segunda é "Yours is an Empty Hope", que começa com as habituais orquestrações para logo a banda entrar arrebentando, mas o que mais impressiona é o peso absurdo da guitarra e também os vocais de Floor Jansen e Marco Hietala, dois monstros que estão cantando mais do que nunca!! Com direito a drives de Floor. Que música! Uma das melhores da banda, sem dúvida!
A terceira é "My Walden", uma música com referências a antiga sonoridade da banda, com toda aquela atmosférica cultural e folclórica, difícil não se empolgar com o belíssimo refrão. Ela alterna em dois momentos distintos, o primeiro mais "leprechaun" e o segundo totalmente prog.
A quarta é a fabulosa "Alpenglow", outra música tipicamente NIGHTWISH, nos levando direto aos tempos de "Centerury Child". Nesta música Floor monstra sua variedade de timbres e técnicas, indo da calmaria a agressividade moderada. Eu a considero a melhor vocal feminina dos últimos 10 anos, escute este álbum e os 2 do REVAMP e concordará comigo.
Essas são as que mais me impressionaram, meus destaques. Mas não posso deixar de comentar sobre a música mais longa já composta pela banda, a épica "The Great Show on Earth". uma música inspirada no livro do evolucionista Richard Dawkins, de mesmo nome, que inclusive faz uma participação na faixa citando textos de suas teorias. Trata-se de praticamente 24min de muitas mudanças de andamentos, orquestrações e temas. Nem preciso explicar que a performance de todos, sem exceção, é formidável, porém não é uma música para se ouvir a qualquer momento.



Enfim, "Endless Forms Most Beautiful" supera qualquer expectativa. Se alguém estava receoso com este lançamento, pode acreditar que se trata de uma grande obra prima e com certeza um dos melhores lançamentos de 2015. Ouça sem medo, eu recomendo!

==================================
NIGHTWISH - "Endless Forms Most Beautiful" (2015)
Tracklist
01. Shudder Before The Beautiful
02. Weak Fantasy
03. Élan
04. Yours Is An Empty Hope
05. Our Decades In The Sun
06. My Walden
07. Endless Forms Most Beautiful
08. Edema Ruh
09. Alpenglow
10. Eyes Of Sharbat Gula
11. The Greatest Show on Earth

Line-up
Floor Jansen - vocal
Marco Hietala – baixo, vocais
Emppu Vuorinen – guitarra
Tuomas Holopainen – teclado
Troy Donockley – bouzouki, bodhrán, gaita irlandesa, tin whistle, vocais
Kai Hatho - bateria






Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário