26 de setembro de 2015

ROCK IN RIO 2015 - Momentos da poltrona

(Editor / Redator / Músico)
----------------------------


Fala pessoal! Acabou o RIR2015!! Sim... pra mim acabou na sexta-feria dia 25, pois os dias 26 e 27 serviu(rá) apenas para me lembrar que esta edição foi a pior de todas no que se refere à atrações. Acompanhei alguns shows pela televisão, isso mesmo, sou assalariado, trabalhador e não tenho condições de bancar uma viagem destas do sul do país até o Rio de Janeiro e ainda ficar "de boa" com os patrões (risos).

Mesmo assim, como fiz em todas as outras edições, mais efetivamente desde 1991 (em 85 eu era muito novinho e não prestei muito a atenção, lembro de alguma coisa...) e consegui ver alguns shows bem interessantes, decepcionantes e outros muito chatos. Obviamente que o som pela TV não se compara ao poderio dos PA´s e a emoção de estar lá, mas pelo menos isso estava melhor que as outras edições.

O som estava bom, bem mixado na maioria das vezes e, além disso, percebi que os câmeras finalmente aprenderam a filmar o protagonista do momento, pois a minha maior raiva era o cara filmando um guitarrista ou baixista enquanto o outro guitarrista estava solando, barbaridade!!
E as minhas impressões e destaques do evento são os seguintes:

Obs: Quando tiver escrito "reprise", é porque não assisti no dia, pois estava ocupado ou trabalhando e assisti durante a semana em reprises do Multishow.

DIA 18



IRA + TONY TORNADO

Comecei o RIR com este show. O que vi foi uma banda tocando pra caramba, emendando seus maiores clássicos, tudo com muitos instrumentos de apoio como sopros e até um trio de backing vocals, porém com um Nasi cantando totalmente fora do tom o show inteiro. Foi de chorar... Quando Tony Tornado subiu ao palco, uma outra atmosfera tomou conta. Tony trouxe o feeling e o groove black, mas logo perdeu força e encheu o saco. Sua voz poderosa das 2 primeiras músicas não aguentou a terceira. 

Nota 6,5

ROCK IN RIO 30 ANOS

Esse show foi interessante. A intenção, ao menos, foi muito boa, trazendo vários artistas brasileiros como PARALAMAS DO SUCESSO, TITÃS, a inusitada BLITZ, Samuel Rosa e Erasmo Carlos, que já tocaram nas outras edições relembrando momentos históricos. Destaque para a participação de Adreas Kisser (que está em todas!!) e a execução do hino do evento. Bem legal.

Nota 08

THE SCRIPT

Nunca tinha ouvido falar dessa banda. Eles são de um nicho musical que eu não acompanho muito, o pop/alternative/indie sei lá o que... No momento em que eles davam entrevista no backstage antes o show percebi que eram uns caras bem simpáticos. A banda realmente me impressionou a cada música, pelo menos ao vivo onde, pelo que percebi pesquisando, soa muito melhor e mais pesado. O vocalista canta pra caramba, é carismático e o melhor de tudo, as músicas são possuem uma leveza e fluides muito agradável.  Mandaram muito bem!!

Nota 09 

QUEEN (reprise)

Bem... Não sou fã dessa banda... Gosto de coisas pontuais, na realidade, tenho mais respeito que admiração. O show foi demais, mas eu realmente não gosto do estilo de cantar de Adam Lambert, e não é por ele ser gay (na verdade nem sei direito se ele é mesmo...) ou outros mimimis que tentam me empurrar goela abaixo só porque o cara tá no QUEEN. Não gosto do seu timbre agudíssimo e o seu "vibrato ovelha" chato pra caramba. Simples assim... O show em si foi ótimo mas, agora, cá pra nós, mister Brian May deu tanto na trave que ficou até feio em alguns momentos..

Obs: O QUEEN eu vi num outro dia, no reprise, pois trabalho à noite

Nota 07

DIA 19


ANGRA + DEE SNIDER + DORO PESCH

Cara, o que foi esse show? Se o ANGRA fez fiasco na última edição, neste ele pagou suas dívidas e ainda saiu com o lucro estourando no verde!! Simplesmente fantástico o show. Fábio Lione é um cantor top, de primeiro mundo, o cara tem canja de sobra, pregou fogo do começo ao fim com sua voz potente e belíssima. A banda toda tava muito afiada, destacando o novato baterista Bruno Valverde, que um dos melhores da nova geração. Toca pra caramba!!
A participação de Doro foi legal, ela é um poço de simpatia e canta muito, mas quando o senhor Dee "fucking" Snider subiu ao palco, meu amigo, a coisa realmente ferveu!! Sensacional!!

Nota 10

MÖTLEY CRÜE (reprise)

Nunca fui fã da banda, não gosto de farofeira. Mas como no caso do QUEEN (e outras bandas famosas), o respeito é grande e fiquei curioso. O que vi foi todo o peso da reputação de uma banda veterana e que se despede por cima, em grande estilo. O show foi foda demais, os caras são fodásticos ao vivo, com direito a "piriguetes" nos backings e tudo o mais (risos). A timbreira dos instrumentos estava tão boa que cheguei a suspeitar em alguns momentos que era playback... Mas acho que não. Muito foda!!

Nota 09

METALLICA (reprise)

Aqui eu faço uma pergunta. Era, realmente, pro METALLICA estar nesse evento?? A banda não lança nada relevante desde 2008, fez um show praticamente igual ao de 2013, com algumas músicas diferentes eu acho, mas a performance foi a mesma e ainda com gafes da produção sonora... A qualidade da banda é inquestionável, tirando o Lars que parece estar cada vez pior, o carisma da banda o profissionalismo superam tudo. Se em 2013 a coisa pegou fogo, percebi em 2015 uma banda incomodada com os problemas e fria, tipo "to loco pra ir embora dessa merda".

Nota 07
NE: Tinha tanta banda foda que lançou álbuns excelente neste ano que poderiam estar no lugar do Metallica. Por que não o Judas Priest?? Por que não o Europe?? Aposto que o cachê do Metallica traria ao menos 3 bandas diferenciadas; Symphony X? Saxon? até o Uriah Heep?? Só pra citar algumas bandas que estão aí e nunca tem vez, são sempre os batidos 'medalhões"... O que essa porra dessa Katy Perry e essa merda dessa Rihanna lançaram recentemente?... 
DIA 24


CPM22

Os caras estavam no Palco Mundo, o que já achei ridículo. Acredito que foi por estarem fazendo 20 anos de carreira e blá,blá,blá... Mas por isso mesmo, esperava menos amadorismo dessa banda. Foi uma choradeira atrás da outra, a cada intervalo de música era "nosso sonho", "não acreditamos", "vocês são fodaaa!", e ainda rolou até os guitarrista mandando beijinhos para os filhos... Nada contra a banda fazer um discurso que outro durante o show, agradecendo, falando da importância de estar no RIR e etc... agora, depois de todas as músicas? Puta banda chata!!

Nota 05

QUEENS OF THE STONE AGE

Eu só conhecia a banda através de alguns videoclipe e também através da imprensa massiva e esmagadora quando querem empurrar algo no seu cérebro. Sempre achei "legalzinho" mas nada atrativo, e isso só se confirmou no RIR. O começo do show empolgou, timbres legais, levadas legais e um vocal bem encaixado. Mas daí veio a 2ª, 3ª. 4ª e zzzzzz... Opa!! limpei a baba do canto da boca e novamente aquela levada e eu pensei: "Será que é a mesma música que estava tocando antes?", mas não era. O fato é que TODAS as músicas são IGUAIS!!! O mesmo andamento, o mesmo ritmo, a mesa levada... que pesadelo deve ser ouvir um disco desses cara, eu tô fora!!

Nota 06

DIA 25

NIGHTWISH + TONY KAKKO

Comecei o dia com NIGHTWISH. Confesso que era a banda que eu estava na maior expectativa,  já que eu simplesmente adoro a Floor Jansen e sou um admirador da banda. Pra completar, a banda trouxe na bagagem o excelente lançamento "Endless Forms Most Beautiful", do qual executaram 5 músicas (se não me engano), dentre elas 2 das minhas favoritas, "Weak Fantasy" e "My Walden". A banda foi impecável, Floor foi fantástica como sempre, mas o show curto. O NIGHTWISH era uma banda para o Palco Mundo, com repertório para 2 horas! Daí tu vê as nabas do CPM22 e QOTSA tocando longos repertório de pura chatice e o NIGHTWISH economizando é foda!!

Nota 10
NE: Na minha opinião, tinham que ter invertido os papeis do Nightwish e o Mastodon. Com todo o respeito ao Mastodon, a banda, apesar de boa, não empolgou.
STEVE VAI + CAMERATA (Orquestra)

O que posso dizer... o cara é um deus!! O que ele fez no Palco Sunset foi algo quase inacreditável. Steve Vai surpreendeu trazendo ao palco a orquestra brasileiro Camerata (Florianópolis) e tocou suas geniais músicas, na grande maioria dos álbuns "Passion and Warfare" (1990) e "Fire Garden" (1996), o meu favorito na sua discografia. Pensa na alegria. Pensar que o cara já está com seus 55 anos (quase um senhor) e tocando com a mesma desenvoltura de 20 anos atrás é inspirador. Que show fantástico!

Nota 10

DE LA TIERRA

E o Andreas Kisser está em todas (risos). Pela terceira vez pisando no palco do evento (no dia anterior tocou com o Hollywood Vampires), ele trouxe uma banda formada por integrantes de vários ponto da America latina. Além dele, temos o baterista do mexicano MANÁ, o baixista do argentino OS FABULOSO CADILLACS e o guitarrista e vocalista do também argentino A.N.I.M.A.L.A banda toca um som pesado e com letras que hora é em espanhol, hora em português, hora em portunhol... Bem interessante pra dizer a verdade. Surpreendeu.

Nota 09

MASTODON

Já havia visto algumas apresentações dessa banda no youtube, inclusive uma no tradicional Pinkpop. Trata-se de uma banda de stoner (ele não gostam do título heavy metal), porém com riffs bem interessantes e pesados, lembrando os primórdios do heavy metal. O interessante é que toda a banda canta, o que dá aquela interpretação única às músicas. Achei bem legal, mas não era um show para o Palco Mundo, a galera não estava coma banda. Talvez se tivessem tocado no Sunset com algum convidado de peso, teria feito mais sentido.

Nota 08

FAITH NO MORE

Assisti pedaços do show, o começo e depois um puco mais adiante e o final. "Pra variar", Mike Patton estava locão. Se jogou onde ele achou que estava a galera e quase se matou no fosso dos fotógrafos... barbaridade! Isso na 3ª música eu acho. Obviamente a banda é fonástica ao vivo, porém eu nunca compreendi muito bem a proposta do som deles após o 2º álbum. Nunca fui fã e mantenho apenas um respeito. O show? a o show... PRA MIM, não fedeu e nem cheirou,,, Quando passar o reprise vou tentar assistir novamente, talvez mude de ideia e de nota.

Notra 06

E aqui acabou meu Rock in Rio 2015, por que os dias 26 e 27, vou te contar....
NE: Pretendo assistir o SLIKNOT e o SYSTEM OF A DOWN na reprise, se tiver. Aí eu edito esta resenha e posto alguma coisa sobre eles.
Valeu!!!



Comentários
0 Comentários