14 de dezembro de 2015

[Resenha] KEEP THEM BLIND - "All Quiet, All Dead" (2015)

(Editor / Redator / Músico)
----------------------------


Com a cortesia de meus amigos Ricardo Dini (Assessoria) e Thiago Caurio, recebi o meu exemplar do debut álbum da banda, o fabuloso "All Quiet, All Dead". De arrancada já digo que este álbum é imprescindível na coleção dos amantes do metal técnico e extremo.
Na verdade, o estilo KEEP THEM BLIND viaja por diversas vertentes, desde o death metal, passando pelo thrash, que é a maior referência, repousando no metalcore e groove metal. Tudo isso porque eu seu line-up, temos alguns dos melhores músicos da cena gaúcha, com trabalhos dignos de respeito e de estilos diferentes. 
Com a exceção do vocalista Alex Bleggi, que faz a sua estreia no mundo metálico, em grande estilo diga-se de passagem. Temos ainda Maicon Dorigatti na guitarra, com certeza um dos melhores da nova geração, Tendo feito um grande trabalho junto a banda HATE HANDLES, neste álbum faz solos formidáveis e riffs de tirar o folêgo e emocionantes. Benhur Lima no baixo, que é outro monstro, fazendo chover junto com o gigante HIBRIA com seu baixo poderoso e sua voz magnífica, empresta seus dotes neste trabalho de forma soberba. E Thiago Caurio, um dos melhores bateristas brasileiros e que também toca com o ASTAFIX, que este ano lançou um dos melhores trabalhos do metal brasileiro, toca solto, preciso e pesado... muito pesado! (Senti a dor das peles em muitos momentos) 
Tudo isso somado a uma produção de primeiro mundo, ficando a cargo do próprio Caurio com a mixagem e masterização do experiente Benhur Lima.

O trabalho conta com 13 faixas repletas de peso, groove e agressividade. Meus destaques começam com o magnífico riff de "Blindfolded". A música tem uma levada muito legal, variando entre a pancadaria e o cadenciado, com ótimos trabalhos tribais e variações de ritmos de Thiago.
"Throne" foi a primeira música divulgada da banda, ainda como single/demo e agradou de cara, trazendo uma levada contagiante e um estilo moderno e atraente de se fazer música pesada, sem se distanciar de referências do thrash metal.
Fodástica e quebrada, vem "Let´s Keep Them Blind". Nesta, temos a voz de Benhur Lima fazendo um contraponto com a agressividade de Alex. Sem contar com o arranjo de riffs e levadas da música fazem você bater cabeça sem medo de ser feliz! Muito foda!!
"I, The Fall" é outro grande ponto alto no álbum, uma das melhores e, por isso mesmo, escolhida para ser o primeiro videoclipe da banda. Confira:



Brutalidade é o sinônimo de "Taking Back For Perfection". "Que pregação de fogo máximo". A bateria é a cara de Thiago Caurio. Mas eu tenho uma pergunta: Onde estava escondido esse tal de Alex Bleggi?? O cara é um monstro! Um dos melhores guturais que já ouvi! (e olha que nem curto este estilo vocal). E o final da música então?? O que Maicon Dorigatti toca é a "sinfonia do fim do mundo"!!
Mas a que sintetiza o estilo do KTB é "Blurry Thoughts". Lembrando um pouco do PANTERA em alguns momentos, a banda desfila toda a sua diversidade musical e é onde todos os músicos aparecem de forma uniforme, inclusive com momentos de calmaria onde a voz suave e aguda de Benhur dá um clima todo especial a música. Há inclusive um flerte com o progressivo nela. Adorei!
E pra encerrar, meio que para dar um descanso aos ouvidos maltratados por tanta pancadaria, temos a excelente e instrumental "Numb". Uma música acústica, com ótimos arranjos hibridos e que conta com a participação de João Viegas na percussão e os melismas da cantora Patrícia Vianna, além do Cello de Cassiano Rocha, num clima soturno, melancólico e místico.

É meu amigo... A peleia para os melhores trabalhos de 2015 no Brasil será grande, ainda mais quando um trabalho como esse surpreende onde você acha que a fonte já secou. "All Quiet, All Dead" é um trabalho inspirado, criativo e, acima de tudo, musical! Onde os músicos que o gravaram se valeram de suas apuradíssimas técnicas e souberam fazer tudo na hora certa, no momento certo e de forma madura. Recomendadíssimo e imprescindível!

========================================
KEEP THEM BLIND - "All Quiet, All Dead" (2015)
Tracklist
01. Lost Between The Lines
02. Blindfolded
03. Throne
04. Let's Keep Them Blind
05. I, The Fall
06. Blind I (Instrumental)
07. Taking Back What's Mine
08. Blurry Thoughts
09. In Search For Perfection
10. Blind II (Instrumental)
11. All Quiet, All Dead
12. My Eyes Burn
13. Numb (Instrumental)

Line-up
Alex Bleggi - vocal
Maicon Dorigatti - guitarra
Benhur Lima - baixo








Comentários
0 Comentários