23 de dezembro de 2015

[Resenha] WAGNER GRACCIANO - "Across The Universe" (2013)

Por JOÃO PAULO PRETTI
(Redator / Músico)
-----------------------------------
Nota 9,5

É fato que não é fácil escutar um álbum de música instrumental (principalmente para quem não é músico) de ponta-a-ponta. Mas e se eu disser que no caso a seguir é diferente, você acreditaria?! Em ''Across The Universe'' parece que o guitarrista WAGNER GRACCIANO ''canta'' ao invés de tocar seu instrumento no decorrer das músicas, de modo que a audição não soa cansativo em nenhum momento. Além disso, a produção é impecável, feita pelo próprio guitarrista e mixado e masterizado pelo já conhecido produtor Adair Daufembach (Hangar e Project 46). 

O álbum começa com a alegre e virtuosa ''Journey Into The Unknown''. Wagner Gracciano esbanja técnica em todo decorrer da música. Uma das melhores músicas do álbum, sem dúvidas.
''Broken System'' é mais cadenciada, mas não deixa a peteca cair através do ritmo swingado que permea a música até o fim. A melodia principal (ou refrão, mesmo se tratando de música instrumental) é um dos principais destaques. Aqui o feeling divide espaço com a técnica. 
Se não o maior destaque do álbum, ''Across The Universe - Part 1 ' está entre os maiores. A música é carregada de feeling do começo ao fim e possui o melhor solo e refrão do álbum, que não sai da mente depois da primeira audição. Aqui Wagner Gracciano também mostra que sabe compor lindas linhas de melodia na guitarra envolto de um rimo mais quebrado e suave. E por fim mais um lindo solo de violão e piano. Sem dúvidas é o tipo de música que não sai da mente...
Para quem gosta de Black Music, ''As A Prayer'' agradará em cheio. Mais uma vez o guitarrista destila melodia através da guitarra, e o refrão é o destaque pelo mesmo motivo de ''Across The Universe - Part 1 ', que é a melodia com feeling, que gruda na mente. A impressão que dá é que se fizesse uma versão com vocalistas em cada uma delas seria sensacional. Um coral gospel encerra a música de forma emocionante. 
''Act II – When The Eyes Open'' começa atmosférica e misteriosa, até cair na mesma melodia do refrão de ''Across The Universe - Part 1''. A combinação lembrou algumas coisas que o DREAM THEATER já fez nesse mesmo estilo. Merece destaque, sem dúvida alguma.
O riff inicial de ''Act III – The Evil Government And The Birth Of Good ' lembra algumas coisas da carreira solo de BRUCE DICKINSON. Com muito peso e contra-tempos, a música é totalmente Prog Metal, mas sem deixar a melodia de lado. Os solos de teclado são mais uma referência aos reis do Prog Metal DREAM THEATER. Mais um lindíssimo solo de guitarra, carregado de atmosfera e percussão dão continuidade a música mais longo do álbum. Em termos de estrutura é a música mais técnica composta pelo guitarrista... 
E o grand finale ficou por conta de ''Act IV – The Resurrection, The Victory And Eternity'', que começa com um solo calmo de piano, mais uma vez remetendo as melodias de ''Across The Universe - Part 1 ' e ''Act II – When The Eyes Open''. A música cresce e vai resumindo o que de melhor se pode escutar das músicas anteriores. Referência à PINK FLOYD também é ouvido aqui, até descambar em peso e calmaria ao melhor estilo ''Metropolis – Part II: Scenes From A Memory'' do DREAM THEATER. O fim é de arrepiar qualquer um. Não poderia haver maneira melhor de encerrar um coletivo de melodias cativantes através de solos de guitarra como foi pensado e feito por Wagner Gracciano.

O encarte contém traduções das mensagens que Wagner Gracciano quis passar em cada uma das músicas, remetendo a passagens da Bíblia Sagrada de maneira discreta, nada forçado. Se você gosta de música com melodia e feeling, independente de ser música instrumental, ouça e ( assim como eu ) se surpreenda com tamanha qualidade que foi demonstrada em ''Across The Universe''. De longe, é o melhor álbum de música instrumental em anos...

====================
WAGNER GRACCIANO - "Across the Universe - The Beginning and the End" (2013)
(Independente)
Tracklist:
01. Journey into the Unknown
02. Broken System
03. Across the Universe: Part I
04. Chaotic World
05. As a Prayer
06. My Own World
07. Act I: A Breath of Life
08. Act II: When the Eyes Open
09. Act III: The Evil Government and the Birth of Good
10. Act IV: The Resurrection, the Victory and Eternity

Músicos:
Wagner Gracciano - Guitarras, violão, sintetizadores, samplers, efeitos, percussão
Adhemar Rocha - Vocais (faixa 05)
Roberta Gleyce - Vocais (faixa 05)
Marcelo Rodrigues - Órgão Hammond (faixas 01, 05 e 08), Rhodes (faixa 02), samplers (faixa 02 e 09), sintetizadores (faixa 02, 04 e 09), piano (faixa 03)
Alex Parr - Samplers (faixa 07), sintetizadores (faixa 07 e 10), piano (faixa 10)
Willian Isaac - Violino (faixa 07)
Foka - Saxofone (faixa 04)
Henrique Reis - Piano (faixa 06)
Manassés - Trompete (faixa 04 e 06)
Luiz Fagner - Trombone (faixa 04)
Brujo Rejan - Baixo (faixa 04), baixo acústico (faixa 06)
Roberto Milazzo - Baixo (faixas 01, 02, 03, 05, 07, 08, 09 e 10)
Guilherme Santana - Bateria

Links relacionados:
www.wagnergracciano.com
www.facebook.com/wagner.gracciano
www.twitter.com/wagnergracciano
www.soundcloud.com/wagner-gracciano




Comentários
0 Comentários