28 de janeiro de 2016

[Discografia] MOTÖRHEAD - Os Melhores E Os Piores


No dia 28.12.2015, um dos maiores ícones do rock e heavy metal nos deixou e com ele uma imensa lacuna sobre o futuro em que o rock se projeta. Obviamente, junto com Lemmy Kilmister, se foi o MOTÖRHEAD, pois eram uma só entidade. Hoje, completando 30 dias de sua partida, vai aqui um especial do "os Melhores e os Piores". Claro que, a lista abaixo, tem a ver com meu gsto pessoal. Então confira:

IMPERDÍVEIS

"Aces of Spaces" (1980) - 10+++

O álbum dos álbum. Indiscutivelmente o maior trabalho de LEMMY e Cia. É um álbum que você ouve de cabo a rabo sem medo e sem cansar. Destaques para a faixa título, que talvez seja o maior hit da carreira, como também as impagáveis "Shoot You in the Back", "Live to Win", "Dance", "(We Are) the Road Crew" e "Emergency"


"Overkill" (1979) - 10+++

Este também não passa desapercebido quando o assunto "os melhores". A própria banda se mantinha fiel as músicas contidas neste trabalho em seus repertórios. Músicas como a faixa título, que impressiona já de arrancada com as pedaladas de PHILL "ANIMAL" TAYLOR, as clássicas "Stay Clean", "No Class" e "Metropolis", também fazem a alegria de qualquer ouvinte.

"March or Die" (1992) - 10+++

Que álbum fantástico. Que timbragem animal! Nele temos a estreia de 'ninguém menos que MIKKEY DEE na bateria. E não é só isso, PHILL TAYLOR e OZZY participam na faixa "I Ain´t No Nice Guy", um petardo! Além dessa, temos ainda ótima "Stand", "Bad Religion", "Jack the Ripper", a clássica "Hellraiser", gravada primeiro pelo OZZY no "No More Tears" (1991), além do excelente cover de TED NUGENT, "Cat Scratch Fever".


"No Sleep 'til Hammersmith" (1981) - 10+++

Reza a lenda que se o MOTÖRHEAD não tivesse gravado este álbum, teria acabado. A industria fonográfica não apostava no grupo até ver o seu poder ensurdecedor ao vivo. O single ao vivo "Motorhead" chegou ao 6º lugar das paradas britânicas. Este é um dos mais autênticos e clássicos álbuns ao vivo da história do rock. Há versões aqui que chegam a ser melhores que as originais.


"Motorizer" (2008) - 10+++

Pesado e áspero, "Motorizer" traz o melhor do estilo MOTÖRHEAD. Músicas viscerais e dilacerantes como "Runaround Man", que já te pega pelo "cangote" e te chacoalha inteiro, "Teach You How To Sing The Blues" pegada e divertida, "When The Eagle Screams", que tem um estilo THIN LIZZY, mais setentão, "Rock Out", que é um clássico. E o que dizer de "Back On The Chain"? É umálbum fodástico por inteiro.

"The World Is Yours" (2010) - 10++

O álbum já começa com a pegada de MIKKEY DEE, "o melhor baterista do mundo" em "Born to Lose", e que riff fantástico! Coisa fina também é "Devils In My Head", e sua pegada dançante e contagiante. Além do riff fodástico de "Waiting for the Snake". Numa linha "Orgasmatron", temos "Brotherhood Of Man" com LEMMY cantando quase em gutural.


"Bastards" (2001) - 10++

A produção deste álbum impressiona e as músicas também, estão bem pesadas. O MOTÖRHEAD parece sofrer um evolução constante com esta nova formação. As minhas favoritas são "Burner", com sua bateria "arrasa quarteirão", "I Am the Sword", que tem um riff muito legal, a rockeira "Born to Raise Hell", as pesadas "Liar" e "Devils", o climão de "Lost in the Ozone". Tem também um cover bem legal de "Jumpin´ Jack Flash" do ROLLING STONES.

"Another Perfect Day" (1983) - 10+

A sonoridade deste álbum é um pouco diferente do restante da discografia. Nele, contamos com o guitarrista BRIAN ROBERTSON (ex-Thin Lizzy), que tinha um estilo mais melódico e harmonioso, se utilizando mais de acordes e efeitos em seus riffs. É o álbum mais "leve" da banda e conta com grandes sons, como a clássica "Rock It", mas "Dancing on Your Grave", "One Track Mind" são bem exemplos da características de BRIAN. com muita harmonia e clima classic rock. (Obs: A faixa título poderia sem uma música do Thin Lizzy, sem problemas).

"1916" (1991) - 09+++

Este é outro trabalho bacana do MOTÖRHEAD. Tem aqui grandes sons como o hit "Voices in the Sky" e as clássicas "Going to Brazil" e "R.A.M.O.N.E.S.". Ele faz uma espécie de preparação para a sonoridade que viria a partir de "March or Die", álbum seguinte.




MUITO BONS
"Bomber" (1979) - 09++
"Bad Magic" (2015) - 09++
"Aftershock" (2013)09++
"Sacrifice" (1995) - 09+
"Iron Fist" (1982) - 09+
"Orgasmatrom" (1997) - 09
"Overnight Sensation" (1996) - 09

BONS
"Motorhead" (1977) - 08
"RocknRoll" (1987) - 07
"We Are Motorhead" (2000) - 07

CUIDADO
"Snake Bite Love" (1998) - 06


 photo ROCKPEDIA.jpg