21 de janeiro de 2016

SYMPHONY DRACONIS: Apresentação confirmada no tradicional Otacílio Rock Festival


O SYMPHONY DRACONIS fará parte de um dos festivais mais tradicionais do sul do Brasil, o Otacílio Rock Festival, que neste ano chega ao seu 10º ano de atividades, trazendo ao público um cast variado e de qualidade, cabendo ao grupo à tarefa de representar o Black Metal gaúcho com a competência habitual e já conhecida do público catarinense.

Confira todas as infos do festival:

O festival será realizado nos dias 12 e 13 de março, na cidade de Otacílio Costa/SC, sendo que o SYMPHONY DRACONIS tocará na segunda noite. Na ocasião, serão executadas músicas de seu elogiado debut 'Supreme Art of Renunciation', lançado em 2013 e que já está com sua tiragem totalmente esgotada. A excelente aceitação que o álbum teve apenas comprova a força de sua música, que segue uma sonoridade que vai além do Black Metal comum, adicionando fortes elementos do Heavy Metal tradicional, com grandes passagens de guitarra. O quinteto, que já trabalha no seu sucessor, tem buscado fortalecer estas características. Rodrigo Thiernox, guitarrista e um dos fundadores da banda, nos dá informações sobre o vindouro CD: “Temos nos dedicado a escrever uma série de músicas que reflitam não somente a boa recepção de Supreme Art of Renunciation, mas que também mostrem ao público toda a evolução que tivemos desde 2013. De lá pra cá foram vários shows por vários lugares do Brasil e nossa meta é criar algo único e que leve a Symphony Draconis a novos patamares.

Uma das características marcantes do grupo, além da música, é a sua temática que foge do convencional, seguindo uma linha lírica voltada à Cabala Draconiana, representada também no conceito visual da capa de 'Supreme Art of Renunciation', criada pelo renomado artista Marcelo Vasco (Slayer, Soulfly). Em entrevista para o blog Arte Metal, Thiernox explicou o conceito da banda em relação à sua imagem e proposta: “Quando você se dispõe a ter uma banda e pensa em levar isso a sério é preciso que se leve em conta vários fatores extra-música, principalmente quando falamos do Black Metal. A música nesse caso é apenas um dos elementos dentro de um contexto que vai muito além. Para nós o Black Metal é filosofia, é levado a sério na raiz de seu conceito, não escolhemos tocar esse estilo por nenhum motivo que não seja identificação pessoal com todos esses conceitos. A imagem, tanto da forma como a banda se expõe, quanto da concepção da arte do CD e das mensagens (óbvias ou ocultas) lá inseridas é a exteriorização do que acreditamos representar esse estilo. Uma real banda de Black Metal irá sempre além de alguns acordes e um crucifixo invertido.”.

Contatos:

==========================
(Editor / Redator / Músico)
Fonte: Wargods Press