9 de janeiro de 2017

[Resenha] POWERFULL - "Warrior Soul" (2016)


E 2017 já começa com um baita trabalho e é brasileiro: POWERFULL! O álbum, na verdade, foi lançado nos acréscimos do segundo tempo de 2016, mas podemos considera-lo um lançamento de 2017, já que os trabalhos realmente começam agora. 

O estilo de "Warrior Soul" é basicamente influenciada pelo metal tradicional com alguns flertes de Hard Rock (mas muito pouco). A produção do álbum é muito boa, com uma sonoridade áspera e simples, porém, com uma alta dosagem técnica dos músicos, já que, pra começar, o vocalista da bagaça é ninguém menos que o grandioso e veterano MARIO PASTORE (Pastore, Heaviest) e ainda conta com o talentosíssimo guitarrista JONES JONES e o baterista VAGNER GILABEL - o baixo, que  acredito que foi o próprio Jones, já que não é creditado.

Destaques
Depois da sinistra introdução "The Cave", temos a veloz "Fireball" e a banda já mostra seu poderosíssimo e cravado metal tradicional! - Confira o lyric video abaixo dos destaques.

Logo depois, temos a arrastada e pesada "Blue Beam", com uma ótima e soturna interpretação de PASTORE. Destaque para o climão Sabbathico no meio da música.

"Believe" engana! Ela começa como quem não quer nada, lentinha, uma baladinha, novamente com MARIO destruindo em uma interpretação no melhor estilo GEOFF TATE. Mas ela vai crescendo até a banda entrar com tudo em um som empolgante e galopante. Os inacreditáveis agudos nos backings são dignos de nota.

"Warrior Soul" é outra sonzeira, com uma ótima performance de JONES JONES. Ela rápida, mas muda de clima e andamento no decorrer do som. Seu refrão é coberto de emoção e empolga.

Já "Spain" é uma surpresa. Em meio a todo o peso do metal, de repente aparece uma peça em violão clássico, uma execução no estilo flamenco impecável! 

E para fechar, temos um belíssimo cover de HELLOWEEN com o a música "I Want Out", que não é interpretada de forma diferente e nem nada, mas é executada com perfeição, tanto pela banda quanto pelo formidável MARIO PASTORE, que em muito momentos até lembra o KISKE.



Minha única ressalva a "Warrior Soul" fica por conta mesmo da produção. Ela é limpa, bem feita, bem mixada, mas a timbragem em muitos momentos não é muito legal, principalmente da bateria, que quase parece programada. Mas, tirando isso, temos a belíssima voz de PASTORE que sempre engrandece qualquer trabalho. Certamente está entre os grandes trabalhos de 2016, inclusive, já adicionei a minha lista.

NOTA - 8,5
=============================
POWERFULL - "Warrior Soul" (2016)
tracklist
01- Intro – The Cave
02 – Fireball
03 – Blue Beam
04 – Believe
05 – Reborn
06 – Warrior Soul
07 – Nightmares
08 – Screaming Inside
09 – Tears of Sunday (Dedicated to Mother's Nick)
10 – Spain (Instrumental)
11 – Angels of Light
12 – I Want Out (Helloween Cover)


Links Relacionados:
WEBSITE
FACEBOOK
Cortesia
TRM PRESS

========================== 
(Editor / Redator / Músico)




Comentários
0 Comentários