4 de novembro de 2017

[Resenha] HELLOWEEN - Pepsi On Stage – Porto Alegre/RS (31/10/17)

Uma das tours mais esperadas do HELLOWEEN, foi confirmada em Porto Alegre/RS, a capital gaúcha, depois de 02 shows em São Paulo, recebeu a “Pumpkins United World Tour”, e o melhor, foi no dia de Halloween. Show do HELLOWEEN, na noite de Halloween.

O dia de ver ao vivo, KAI HANSEN, MICHAEL KISKE, ANDI DERIS, MICHAEL WEIKATH, MARKUS GROSSKOPF, SASCHA GERSTNER e DANI LÖBLE, amanheceu com aquele tradicional “friozinho” gaúcho, mas, sem chuva. Minha viagem até Porto Alegre, foi com a Rupestre Turismo, saindo 03 ônibus de Caxias do Sul. A viagem que era para ser tranquila e rápida, teve uma duração de 03 horas, geralmente a duração é de 02 horas, mas, com um tremendo congestionamento na estrada que liga Caxias do Sul a capital, devido a obras.


Chegamos ao Pepsi On Stage, local do show, já eram passados alguns minutos das 19h30, a casa abriu as portas as 19h. E já na chegada, dava para ver que o público seria enorme e que teríamos um show com casa lotada.

Já lá dentro, o público ia aumentando muito e a expectativa mais ainda, o relógio não andava (risos). E não tivemos banda de abertura.

Pontualmente 21h as luzes se apagam e começa o tão esperado espetáculo, a música “Halloween", faz com que todos ali presentes “enlouqueçam”, foi bonito de ver, todos cantando junto com a banda. A noite prometia ser recheada de clássicos e para nossa alegria, foi o que tivemos, como “Dr.Stein", uma das minhas favoritas, confesso que aqui a emoção tomou conta, não poderia ser diferente.

KISKE dá um show, quando assume os vocais em “I'm Alive", mais uma vez, eu volto no tempo e chego a minha adolescência, ouvindo meus vinis do HELLOWEEN. "If I Could Fly", "Are You Metal?", fizeram o Pepsi tremer, parecia que viria tudo abaixo, ali já dava para se dizer, que estávamos presenciando um show histórico.

KAI HANSEN traz mais peso à noite e assume os vocais em “Starlight”, “Ride The Sky”, “Judas” e “Heavy Metal Is The Law”, o “baixinho” virou um gigante.

Um momento que certamente, fez muitas pessoas encherem os olhos de lágrimas, foi no solo do baterista DANI LÖBLE, com uma bela homenagem ao baterista INGO SCHWICHTENBERG, falecido em 1995 e um dos membros fundadores da banda, no qual apareciam imagens de INGO no telão, foi de arrepiar!

"Why?" Foi um dos momentos mais mágicos da noite, a parceria entre KISKE e DERIS, aqui mostra que vai dar muito certo nessa tour, foi de emocionar os 2 vocalistas nesse momento. "Sole Survivor", "Power" e "How Many Tears", vão dando sinal de que o show, infelizmente, estava chegando ao seu final.

No bis tivemos mais clássicos: “Invitation”, “Eagle Fly Free”, “Keeper of the Seven Keys”, “Future World” e “I Want Out”, com um final inesquecível, com muito papel picado e balões gigantes, o show com quase 03 horas, chega ao final que certamente entrou para a história de shows na capital gaúcha.

Agora é hora de pegar a estrada e tentar descansar, nas 02 horas entre Porto Alegre e Caxias do Sul.

A “velha” pergunta, cansado? Não! Que venha o próximo!

Setlist:

01. Halloween
02. Dr. Stein
03. I'm Alive
04. If I Could Fly
05. Are You Metal?
06. Kids Of The Century
07. Where The Sinners Go
08. Perfect Gentleman
09. Starlight / Ride The Sky / Judas / Heavy Metal Is The Law
10. Forever And One
11. A Tale That Wasn't Right
12. I Can
13. Dani Löble - Drum Solo
14. Livin' Ain't No Crime / A Little Time
15. Why?
16. Sole Survivor
17. Power
18. How Many Tears

Bis
19. Invitation
20. Eagle Fly Free
21. Keeper of the Seven Keys
22. Future World
23. I Want Out














================================
 photo ROCKPEDIA.jpg