10 de março de 2018

DARKSHIP: Banda fala sobre os preparativos para o próximo álbum

Veja o depoimento dos músicos a cerca deste novo trabalho.



Em ‘We Are Lost’, a banda apresentou a primeira parte da trilogia, que conceitualmente se trata de uma história fictícia sobre duas pessoas apaixonadas e controladas por uma força maior chamada ‘Darkship’, onde tem sua relação colocada à prova em um constante efeito de ação e reação, na busca incansável pela fuga da maldição imposta pelo DARKSHIP.
“Como as letras são bem densas introspectivas e que cativam nosso público, tentaremos criar de forma muito mais competente para que possamos dar continuidade ao enredo nesta segunda parte da história,” conta a vocalista Silvia Cristina.
Segundo o baterista Joel Pagliarini, o processo de produção será próximo as ideias de composição e gravação do primeiro álbum da banda, ele comenta:
“Desta forma poderemos extrair muito de cada integrante e acreditamos ir tão longe com nossas expectativas quanto em ‘We Are Lost’, usando de muitos artifícios e conseguindo adaptá-los de forma coerente a esse novo trabalho. Buscamos uma sonoridade que nos agrade e que atingisse aos fãs, com algumas músicas de uma maneira mais direta e algumas outras músicas do álbum de uma maneira mais subjetiva, sempre deixando o interior de cada um pensar por si próprio, dando assim, margens a um pensamento bem profundo sobre que temos e quem somos.”
De acordo com o vocalista Marcos Follador, que será um dos novos músicos a estrear em um álbum do DARKSHIP, muitas ideias novas estão por vir. 
“Estamos muito felizes e entusiasmados que o lineup do Darkship está completo novamente, e queremos coroar isso com a criação deste novo álbum, já que todos estão trazendo ideias para novas composições. Algo que facilitará bastante neste processo, é que já temos o conceito do novo álbum definido pelo prosseguimento da história do ‘We Are Lost’.”
A banda está muito confiante e o público pode esperar por um material com as qualidades e o estilo da DARKSHIP. Com a inserção de novidades, como o violino, que Ander Santos deixa claro que terá sua marca, com um orquestral muito mais forte e marcante, onde pretende deixar suas influências do erudito se fundir com o moderno das partes eletrônicas.

Os novos riffs e as novas linhas de guitarras de Julio Cesar de Azeredo, outro estreante, darão um peso a mais neste novo álbum.
“Será um álbum muito mais sombrio e denso do que ‘We Are Lost’, e será ainda mais pesado, sem esquecer de continuar trazendo as melhores melodias que pudermos criar para que nossos fãs continuem apreciando nosso trabalho,” comenta o baixista Rodrigo Schäfer.
“Não sabemos se nossa música irá agradar a todos, pois misturamos muitos elementos do Metal e de vários outros estilos musicais, não só queremos deixar nossas músicas modernas, mas sim uma busca por inovar e novamente não nos prenderemos a estilos, queremos somente deixar fluir de nossos instrumentos o som do DARKSHIP.” – finaliza a banda.

Em breve o DARKSHIP irá apresentar mais novidades sobre o novo álbum, assim como seu título e capa.

Contato: darkship.banda@gmail.com

Contatos



Fonte: 
Metal Media

------------------
Postado Por
MARCO PAIM
Comentários
0 Comentários