4 de setembro de 2018

[Resenha] HEAVENLESS - Whocantbenamed (2017)

O Brasil é muito grande, isso é muito bom, nossa chance de conhecer ótimas bandas e ótimos trabalhos dentro do metal, são muitas, para nossa alegria.




O metal no “país do carnaval” é muito forte e em todos os Estados, de Norte a Sul, a cada dia que passa surgem muitas bandas e músicos fantásticos. Dessa vez vem de Mossoró, Rio Grande do Norte, um trio de peso, um Death/Thrash Metal de muita qualidade e peso, estou falando da banda HEAVENLESS. A banda é formada por Kalyl "Werewolf" Lemarc(vocal/baixo), Vinícius "Carcará" Martins (guitarra) e Vicente "Madbutcher" (bateria).

Em “Whocantbenamed”, seu álbum de estreia, a banda mostra um som poderoso, pesado e de altíssimo nível, não tem como escutar e não sair batendo cabeça, um trabalho beirando a perfeição, que mostra todo o talento desses músicos nordestinos.

A paulada começa com “Enter Hades”, com uma introdução muito sinistra e um som arrasa quarteirão, uma paulada, com uma bateria destruidora e riffs poderosos, se a primeira é assim, imagina o que vamos ter pela frente.

Hopeless” tem o destaque do poderoso vocal de Kalyl Lemarc e claro, o peso continua, e isso é muito bom.

A lenta e pesadíssima “The Reclaim”, da continuidade a essa aula de Death/Thrash metal. “Hatred”, onde destaco a bateria de "Madbutcher". Já minha favorita, “Soothsayer”, mostram que esse é um dos melhores álbuns de estreia, já visto e ouvido no Brasil.

Gostei muito de “Odium” e fico imaginando este petardo ao vivo, uma verdadeira pedrada! Em “Uncorrupted” a banda chega a perfeição, guitarra, baixo e bateria, com qualidade absurda e pesada.

A rápida e poderosa “Deceiver” é a penúltima desse grande trabalho, aqui mais uma vez fico imaginando o público batendo cabeça e agitando muito no show da banda.

E infelizmente, tudo que é bom acaba, o álbum fecha com a excelente, e também rápida, “Point-black”, com muito destaque para o baixo de Kalyl.

“Whocantbenamed” é um ótimo trabalho de estreia, de uma banda que tem tudo para se tornar um grande nome dentro do metal brasileiro. E que venha logo o próximo trabalho!




NOTA - 8,0
=======================
HEAVENLESS - Whocantbenamed (2017).
Músicas
01 – Enter Hades
02 – Hopeless
03 – The Reclaim
04 – Hatred
05 – Soothsayer
06 – Odium
07 – Uncorrupted
08 – Deceiver
09 – Point-Blank

BANDA
Kalyl Werewolf Lamarc - Vocal/baixo;
Vinicius “Carcará” Martins - Guitarra;
Vicente “MadButcher” - Bateria.





Comentários
0 Comentários