26 de julho de 2019

THUNDER FORCE - Novo line-up prepara material inédito

Formada no início de 2005 a banda gaúcha tem em seu DNA diversas influências dos mais variados estilos do Heavy Metal e Rock Clássico, porém sempre focando no Progressivo. 


Em seu currículo constam inúmeros shows pelo Rio Grande do Sul e trabalhos como o single “Sonhos e Pesadelos” (2006) e o EP“Silence In Darkness” (2008), que conta com quatro composições. Também neste período a banda foi destaque de uma revista nacional especializada em Heavy Metal, em uma sessão de bandas emergentes no país, tendo seu corrente trabalho muito bem aceito pela crítica especializada, e finalmente em 2010, com “Stranger Calling My Name”, o último trabalho realizado. Na primeira fase do grupo a movimentação era intensa, como explica o guitarrista Leonardo Fernandes: “A banda sempre foi muito ativa, principalmente de 2006 à 2008, mesmo com a rotatividade de integrantes, porém os períodos de ano se mantinham com formação praticamente consolidada, a intensidade de ensaios, composições e apresentações, eram muito altas para uma banda de Heavy Metal.“.

Ouça “Stranger Calling My Name”:

Munidos de influências de Iron Maiden, Helloween, Blind Guardian, Megadeth e Metallica, aos poucos novas sonoridades iriam sendo adicionados ao gosto dos músicos: 
“Estas foram as primeiras influências, como praticamente todo amante do estilo, porém com o passar dos anos, a banda foi evoluindo para outras vertentes, o que acabou moldando o estilo atual das músicas e letras. As influências muito fortes de Dream Theater, Death, Symphony X, entre outras, acabaram acrescentando para essa pegada atual, sem esquecer é claro das vertentes iniciais..
Em meados de 2014 a banda se desfaz por caminhos profissionais que cada integrante naquela época trilhou, porém em abril de 2018 após mais de três anos e meio parada, a banda retorna com Leonardo Fernandes (guitarra) e Marlon Martins (guitarra) da formação clássica, os quais compuseram e gravaram os dos últimos singles da banda, juntamente a Gabriel Brunelli (bateria), Raul Giacomin (baixo e baking vocal) e Márcio Oliveira (vocal). O retorno do THUNDER FORCE ficou nas mãos dos guitarristas, conforme explica Leonardo
“Eu e o Marlon sempre mantivemos contato apesar das distâncias impostas por conta de compromissos profissionais, mas em uma conversa entre nós e o Júlio Chagas (ex-vocal) aparentemente sem pretensões alguma, surgiu a ideia de nos reunirmos novamente, e então a busca pelos integrantes restantes começou, logo no início da banda o Marlon nos apresentou o Gabriel (baterista) que pra nós foi uma alegria, poder contar com um cara da capacidade, competência e dedicação dele, então assim mesmo sem contar com um baixista, voltamos aos ensaios.”.
Conforme as coisas foram se ajeitando, aos poucos a banda iria revivendo as músicas antigas e ao mesmo tempo buscavam um novo baixista. 
“Voltamos aos poucos, tocando principalmente nossas músicas próprias (o que não foi fácil!) e vimos a necessidade de procurar um baixista e definir o set list. Antes, porém, Júlio deixa o posto de vocalista. A entrada de Márcio em seu lugar foi bem acertada, pois de início era apenas um quebra galho e está conosco até hoje! Após alguns testes com diversos baixistas chegamos ao Raul. A banda agora está 100% consolidada, e com muita vontade e empenho em fazer algo novo, compor, gravar e tocar por ai, eu e o Marlon temos certeza que isso vai durar por muitos anos, pois é incrível a parceria que temos dentro e fora do estúdio.”.
E é com esta formação que o grupo trabalha na criação do primeiro álbum, que será lançado no primeiro semestre do próximo ano. Leonardo conta como está o planejamento: 
“Não só planejamos como estamos trabalhando intensamente para que isso aconteça, nosso planejamento é para o primeiro semestre do ano que vem, porém como por vezes alguns compromissos profissionais nos impedem de ensaiar e nos reunirmos para compor, pode ser que esta meta se prolongue um pouco, mas estamos trabalhando, já temos alguns materiais novos até certo ponto definidos que estamos finalizando, mas vem coisa boa por ai!”. Indagado sobre o que move a banda a continuar, o guitarrista é enfático: “O mundo, sonoridade e atitude que envolve o Heavy Metal, em todas suas fluentes é o que sempre nos apaixonou e motivou a seguir por este caminho, mesmo que seja difícil e muitas vezes penoso, o que acaba ceifando muitas pessoas para outros estilos, até por questões de necessidade financeira isso é muito comum, porém a Thunder Force sempre foi uma militante do estilo, é simplesmente nossa vida voltada ao heavy metal, é o que amamos e reverenciamos a cada dia mais e mais, jamais desistiremos!”.


================
Contatos:
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Fonte: Wargods Press
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário