6 de setembro de 2019

[Crítica] JORN - GLORYHAMMER - WHITESNAKE - SONS OF APOLLO

2 álbuns ao vivo e 2 álbuns de estúdio de bandas totalmente diferentes. Será que são bons? Será que são ruins? Veja o que eu achei destes lançamentos neste novo combo de resenhas.




JORN - Live On Death Road

Admiro Jorn Lande como cantor mas confesso que nunca acompanhei de perto a sua história, a não ser por suas  aparições em outros projetos como AVANTASIA e AYREON. Talvez por sua pegada mais voltada para o Hard Rock "colorido", que não sou muio fã. Porém o que vemos em "Live on Death Road" e um Hardzão mais pesado, com versões mais nervosas e atraentes de músicas antigas e, ainda de quebra, podemos apreciar versões de covers como "Shot in the Dark" (Ozzy Osbourne), "The Mob Rules" (Black Sabbath) e "Rainbow in the Dark" (Dio), músicas já regravadas por Jorn em algum momento do passado.

A produção do CD, que também está disponível em DVD, é bem crua, porém limpa, trazendo toda a vibe de um show real aos nossos ouvidos. A apresentação em questão aconteceu em Abril de 2018 em Milão onde, na ocasião, foi a atração principal do Frontiers Rock Festival. 

O título faz uma alusão ao ultimo lançamento de estúdio do vocalista, "Life on Death Road" (2017) e também uma forma de auto-homenagear-se pelos seus 50 anos de idade de pura musicalidade e talento completados em 2018. Aliás, o lançamento anterior a esse foi uma coletânea chamada "50 Years on Earth (The Anniversary Box Set)".
NOTA - 8,0




=======================================
GLORYHAMMER - Legends From Beyond the Galactic Terrorvortex

Este é o 3º álbum da banda Anglo-Suíça e traz as novas aventuras do herói Angus McFife XIII e seu "Martelo da Glória" contra o terrível Zargothrax. Sim, a temática da banda é sobre heróis e vilões que vão desde o conceito lírico até o visual dos integrantes, como é bem retratado nos videoclipes. Aliás, cada membro da banda faz o papel de um personagem na história, no caso, o vocal é o Angus, o tecladista é Zargothrax e assim por diante.

Musicalmente, o GLORYHAMMER faz um Power/Melodic Metal com muita competência, cheio de orquestrações e harmonizações épicas. O álbum é tão bom quanto os anteriores e, se você acha que por conta do conceito do grupo a coisa é "engraçadinha" se enganou redondamente, pois o grupo leva muito a sério sua música. Os músicos são formidáveis e o vocalista, Thomas Winkler, um dos melhores da nova safra de músicos que tem aparecido no Metal. Vale muito a pena ouvir este petardo.

Ah! Um detalhe muito curioso sobre este álbum. Na versão Deluxe dele, o CD 2 traz todas as músicas tocadas apenas com arranjos de orquestra e corais! Muito interessante.

Destaques para a Playlist:
"The Siege of Dunkeld (In Hoots We Trust)", "The Land of Unicorns", "Gloryhammer" e "Hootsforce".

Ouça: LINK - Legends From Beyond the Galactic Terrorvortex

NOTA - 9,0




=======================================
WHITESNAKE - Flesh & Blood

David Coverdale e sua turma estão de volta! O primeiro álbum de inéditas em 8 anos e sucessor direto do decepcionante "The Purple Album" (2015), "Flesh & Blood" traz uma banda mais coesa e inspirada. A performance de David também é digno de nota, ao menos em estúdio ele fez um ótimo trabalho no auge de seus 67 anos, quase relembrando seus tempos aures a frente do grupo.

O disco alterna entre o Hard pesado e aquele som mais AOR, o que deixa a coisa, ao menos pros meus ouvidos, em 50/50, ou seja, as que agradam são sensacionais e as que não agradam são uma bela merda (Pra mim! É claro... Inclusive, o clipe abaixo é uma dessas heheheh).

O fato é: sendo realista, "Flesh & Blood" é um grande lançamento de 2019, surpreendente, diga-se. A primeira vez que dei o play não tinha nenhuma expectativa sobre ele, mas quando chegou a massa sonora, meu queixo caiu, principalmente com a voz de Coverdale.

Músicas para o Playlist
"Gonna Be Alright", "Hey You (You Make Me Rock)", "Always & Forever" e "Sands of Time"

Ouça: LINK - Flesh & Blood

NOTA - 7,0




========================================

SONS OF APOLLO - Live with the Plovdiv Psychotic Symphony
O "super grupo" acaba de lançar o seu álbum "Live", mesmo tendo apenas um EP e um álbum de estúdio. A banda é formada por medalhões do Hard e do Metal, Jeff Scott Soto (Talisman) é o vocal, Ron "Bumblefoott" Thal (Art of Anarchy, ex-Guns n`Roses) o guitarrista, Billy Sheehan (Mr. Big, The Winnery Dogs) o baixista e o arroz de festa, o ex-tudo, principalmente do Dream Theater, Mike Portnoy (The Winnery Dogs) é o baterista (Brincadeira! hehehe). Nos teclados temos o lendário Derek Sherinian (Black Country Communion, ex-Dream Theater).

E o que temos neste registro? Basicamente todo o primeiro álbum tocado ao vivo, porém, numa ordem diferente e intercalado com Jams, covers e acompanhado de uma orquestra. As performances são, obviamente excelentes, já que estamos falando de músicos extremamente técnicos. Nesse quesito a única ressalva vai para o vocal de Soto, que soa cansado e rouco. Não sei se foi o dia do show ou se ele, infelizmente, está começando a sentir o peso do tempo. Sem deméritos a sua história é claro, a performance foi salva pelo timbre maravilhoso que Jeff tem e sua capacidade e experiência em contornar algumas situações quase catastróficas. Quando você ouvir vai entender.

Outro problema que encontrei neste álbum foi as Jams e solos individuais, que poderiam ter sido mantidos apenas na versão de DVD do registro, já que fica massante ouvir 5 minutos de solo de baixo, mais 10 minutos de solo de voz (Sim...) e 8 min de solo de teclado, num álbum com 24 faixas entre as músicas da banda e os covers. Logicamente que, vendo é muito melhor do que só ouvir. Mas, enfim...

E, falando dos covers, temos ótimas versões e surpreendentes das músicas:  "Kashimir" (Led Zeppelin), "Gates of Babylon" (Rainbow), "Dream On" (Aerosmith), "Diary of a Madman" (Ozzy Osbourne), "Confortably Numb" (Pink Floyd), cantada por Portnoy, "The Show Must Go On" (Queen) e "Hell´s Kitchen" (Dream Theater).

Ouça: LINK - Live with the Plovdiv Psychotic Symphony

NOTA - 7,0



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário