TONY MARTIN - Ex-Black Sabbath torce pela recuperação de Ozzy

Há uma semana, a turnê norte-americana de Ozzy em 2020 foi cancelada. Essa decisão foi tomada com meses de antecedência para acomodar fãs que estavam com ingressos para shows remarcados.



O líder original do SABBATH, que sofre da doença de Parkinson, anunciou publicamente seu diagnóstico no mês passado, mas foi realmente diagnosticado em 2003.

Hoje, Martin postou a seguinte mensagem em sua mídia social: 
"Seguindo a história de Ozzy, é o mais dinâmico que já existiu !!… Não pense que houve um momento em que não houve um incidente ou drama de Ozzy por 50 anos !! ... De levar a minha primeira namorada para ver o SABBATH quando eu tinha 15 anos ... e certamente na minha carreira sempre pareço ter conhecimento de ALGO a ver com Ozzy ... do meu ex-gerente Albert Chapman, que cresceu com os rapazes e frequentemente contava todas as histórias para nós ... fazendo parte da banda e cantando as obras clássicas das quais Ozzy fazia parte ... e depois conhecendo Ozzy através de Iommi, Butler e Ward ... e agora se tornando um Consumidor de notícias sobre Ozzy, assim como a maioria de vocês, eu realmente espero que ele tenha mais tempo para fazer parte do mundo e dos negócios nos quais gravou seu nome e personagem. Meus melhores desejos e esperanças vão para as pessoas que lidam com doença dele. Tenho certeza que ele terá as melhores pessoas para tratá-lo ... mas as vezes não há nada melhor do que a boas vibrações do publico. De um colega Brummie ... continue arrasando. "
BLACK SABBATH lançou seis álbuns com Martin nos vocais: "The Eternal Idol" (1987), "Headless Cross" (1989), "Tyr" (1990), "Cross Purposes" (1994), "Cross Purposes Live" (1995) e "Forbidden" (1995). Após este último, Martin e outros membros da época foram demitidos quando o guitarrista Tony Iommi se reuniu com os colegas originais do SABBATH.


Nenhum comentário:

Postar um comentário