Aclamado artista de artworks acusado de estripar pai de 80 anos

Segundo os jornais franceses Le Parisien e Le Dauphiné Libéré, o aclamado artista de capas de Heavy Metal Jean-Pascal "JP" Fournier foi preso na quinta-feira por supostamente ter matado seu pai de 80 anos, Jean-Paul Fournier, estripá-lo e ainda atirar com uma flecha em sua cabeça.



A polícia aparentemente descobriu o corpo de Jean-Paul na quarta-feira depois de ser alertada por parentes. A esposa da vítima, uma mulher idosa e doente, estava no andar de cima quando a polícia chegou.

Um dia depois de cometer o assassinato, Jean-Pascal teria tentado cometer suicídio pulando de uma ponte no rio Isère, na cidade de Saint-Martin-d'Hères, nos subúrbios de Grenoble. A polícia foi chamada e o suspeito de 47 anos, que não foi ferido, foi imediatamente levado pelos investigadores à delegacia de Grenoble, onde foi colocado sob custódia da polícia.

Um dos vizinhos da vítima, Jacques, expressou seu choque com a explosão mortal de violência, dizendo que o ato estava "além da compreensão". O vizinho descreveu Jean-Paul como "quieto" e "muito gentil". Quanto a Jean-Pascal, que o vizinho via de tempos em tempos, Jacques dizia: 'Ele não parecia mau. Ele deve ter ficado louco. Por quê? Eu não sei."

De acordo com seu site, Jean-Pascal Fournier começou a desenhar e pintar antes de poder andar, e trabalhou em mais de 200 capas de álbuns - como "The Metal Opera", da AVANTASIA, e "The Savage Poetry", da AVANTASIA, - durante sua carreira de quase duas décadas e meia. Ele também desenhou os logotipos de várias bandas conhecidas do metal, incluindo a do DRAGONFORCE e ELVENKING.

Em uma entrevista em 2019 com o Metal 'N' Rock For Life, Jean-Pascal admitiu que teve dificuldade em ganhar a vida com sua arte. "Acho que mesmo um ilustrador estabelecido terá dificuldade em sobreviver", afirmou. "Pessoalmente eu desisti, já alguns anos atrás, de tentar ganhar a vida exclusivamente com minha arte."

Página de Jean-Pascal Fournier


Comentários