CUSCOBAYO - Anuncia “O Brasil Vai Acabar”, primeiro single do disco em parceria com a Natura Musical

Faixa estará no segundo álbum do grupo: "Não é Bem Assim".

Cuscobayo por Rodrigo Onzi em tempos de Covid-19
Quando terminamos nosso primeiro disco, 'Cuscobayo', de 2016, ficamos satisfeitos, mas com uma sensação nítida: talvez aquele conteúdo não trouxesse ao público o espírito do tempo que queríamos passar”, diz o vocalista Rafael Froner, que lembra que as composições do álbum de estreia foram feitas entre 2011 e 2014, um período de certa esperança que, a partir de 2016, mudou totalmente o rumo. Bom, com toda certeza esta sensação não se repetirá dessa vez. 

De tom profético, o single O "Brasil Vai Acabar" será lançado nesta sexta-feira, 01 de maio, com videoclipe dirigido por Matheus Fighera da Rocha. A faixa fará parte do disco “Não é Bem Assim”, uma parceria Natura Musical. Para assistir ao teaser do vídeo, clique aqui

Formada por Marcos Sandoval (voz e cajon), Alejandro Montes (trompete), Rafael Froner (voz e violão), Pedro Ourique (baixo) e Rafael Castilhos (percussão), a CUSCOBAYO traz à tona em "Não é Bem Assim" (ainda sem data definida de lançamento) questões sobre enxergar o próximo além da aparência e, assim, estabelecer uma ponte. “Ou seja, entendermos que por trás das superfícies virtuais existem seres humanos com sentimentos, problemas, defeitos, qualidades, vitórias e derrotas. Não é Bem Assim é um chamado de humanidade”, aponta Froner

Em termos musicais, o público poderá esperar por um som que transita entre o peso e a leveza, a agressividade e a suavidade, “uma mão batendo e outra afagando”, como diz o vocalista. Além do estilo característico da banda, o ritmo do 'chegueden' (termo que os integrantes criaram para nomearem o som que produzem), será possível conferir diversas referências rítmicas populares: norte, passando pelo samba canção e, até mesmo, o pagode, além do folk. desde a milonga e o chamamé do sul do continente, até o forró e o baião do CUSCOBAYO foi selecionado por Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura do Rio Grande do Sul Pró-Cultura), ao lado de Vitor Ramil, Zudizilla, Tagua Tagua e Tem Preto no Sul, por exemplo. No Estado, a plataforma já ofereceu recursos para 30 projetos até 2019, como Filipe Catto, Bloco da Laje, Borguetti e Yamandu, Musa Híbrida, Sons que Vem da Serra e Thiago Ramil. 

A música propõe debatespertinentes, que impactam positivamente na construção de um mundo melhor. Acreditamos que os projetos selecionados pelo edital Natura Musical podem contribuir para a construção de um futuro mais bonito, democrático e sustentável”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. 


ASSISTA AO TEASER AQUI



CUSCOBAYO É:
Marcos Sandoval - voz e cajon
Alejandro Montes - trompete
Rafael Froner - voz e violão
Pedro Ourique - baixo
Rafael Castilhos - percussão

LINKS

Sobre Natura Musical
Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu cerca de R$ 143 milhões no patrocínio de 460 projetos - entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais, documentários e projetos de fomento à cena. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2020, o edital do programa selecionou 41 projetos em todo o Brasil. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 120 shows ao longo de 2019. 





Comentários