FABIO COELHO & OS COMPARSAS – Lança o EP "Tudo Que Eu Queria Ser"

Banda traz em suas canções melodias e letras que resgatam o bom e velho Rock Gaúcho de uma forma original e bem distinta.



FABIO COELHO & OS COMPARSAS é uma banda de Rock Gaúcho, Blues, Formada em 2019 no Vale Real localizado ao pé da serra gaúcha, à margem direita do rio Caí. Tendo como influências: Garotos da Rua, Barão vermelho, Celso Blues boy e TNT. FABIO COELHO & OS COMPARSAS trazem em suas canções melodias e letras que resgatam o bom e velho Rock Gaúcho de uma forma original e bem distinta.

OS COMPARSAS Rodam o Estado Gaúcho da Serra a Capital levando suas músicas para quem quiser ouvir no EP lançado nas plataformas digitais durante a pandemia do COVID – 19 com três músicas autorais: "Me de Boas Vindas", "Só Chego com o Sol" e "O que Passa".

O álbum foi gravado em São Sebastião do Cai a LG produções, produzido por. Fábio Coelho, Lelê Gribler e Mateus Oliveira. Todas as letras de composição do próprio Fábio Coelho.

A banda é formada por 
Fábio Coelho: voz e guita. 
Nei Tomasi: Baixo. 
Hermes Marques: Batera


===============
Redes Sociais:

Ouça as Músicas FABIO COELHO & OS COMPARSAS acessando os Links abaixo resenha faixa a faixa:

Me de Boas Vindas: 

É uma balada, pelo menos o que parece no início, um começo marcado pela guitarra e bateria baixinhos só marcando quase apagados, deixando a voz do Fabio Coelho em destaque. Que no final da primeira estrofe mostra há que veio, esticando o gogó e abrindo espaço para um solo e uma virada inesperada trazendo força, potência e expressividade a música dando espaço para uma linda melodia de baixo, que a partir daí assume seu lugar e se destaca pelo restante da musica, super bem equilibrado mesmo durante o solo de guitarra na metade da música. Que em seguida entra num refrão mais Rock N” Roll trazendo uma virada e aceleração inesperada colocando ainda mais energia na música. Uma canção que fala de partidas e chegadas, sobre magoas da alma tristezas que são contadas através das canções de blues e também fala de futuro, esperança e não desistir, não deixar de acreditar nas possibilidades do novo que está por vir, independentemente do tempo ruim.


Só chego com o Sol:

Quando entrei em contato pela primeira vez com a música dos Comparsas “Só Chego com o Sol” se tornou minha música favorita pela identificação com imediata com uma noitada e com as chegadas em casa ao alvorecer de um novo dia, com aquele gosto amargo de cerveja. A música já começa com a pressão uma bom e velho Rock N’ Roll com uma roupagem moderna e atual um destaque para o baixo que se mostra presente e quase agressivo desde o início da canção, a bateria também tem uma expressividade única aparecendo nos momentos certos da música trazendo impulso e energia e mantendo a pegada inicial as variações no decorrer da música, mostram o quanto são talentosos os músicos é algo que não tem como extrair de artistas inexperientes a voz do Fábio Coelho se brilha do início ao fim da música, que tem umas nuances leves de um stoner rock.


O que Passa:

Uma clara referência ao Rock Gaúcho, uma revitalização, um resgate ao rock que um dia foi feito no sul, no Rio Grande do Sul para ser mais exato. Um riff a música começa com simples e único riff que de guitarra que é capaz de resgatar lembranças, nuances nostálgicas de no mínimo 25 anos atrás mas apesar do saudosismo já nos quarenta segundos de música é nítida, e se percebe com clareza a identidade de Fabio Coelho & os Comparsas, nessa musica o baixo consegue se manter coeso do início ao fim, contrastando constantemente e se destacando entre os riffs e solos da guitarra, guitarra que consegue inexplicavelmente misturar o clássico e o moderno nessa música que é tão nostálgica e tão contemporânea ao mesmo tempo. E mais uma vez a bateria consegue a precisão de intercalar entre a calmaria e a explosão na medida certo mostrando claramente ao ouvinte onde está a demanda de energia!


Sub_Discos Distro Label:

Apoio, Suporte e Assessoria: subdiscos@gmail.com

Comentários