LAIKA - Apresenta videoclipe de "Pálido Ponto Azul"

Banda brasiliense um belíssimo e poético vídeo de animação que reflete sobre a existência humana e viaja pelo tempo e espaço. Música faz parte do álbum de estreia, em fase de produção.



Trata-se da terceira gravação oficial da banda, depois de "Pombomorfose" e "Revolução Pangaré", e é a segunda faixa a ser divulgada do álbum de estreia, "Expressões e Emoções dos Animais Terrestres", em fase de produção. 

"Pálido Ponto Azul" foi gravada durante a quarentena e mixada pelo baixista Guilherme "Bill" Costa. A masterização é de Fernando Jatobá (Móveis Coloniais de Acaju e Remobília) feita no Estúdio Jatobeats, em Brasília. As ilustrações e animações são do guitarrista Rafael Lago

"Pálido Ponto Azul" conta a nossa história, desde que éramos poeira estelar até o futuro incerto de nossa comunhão com o cosmos. Entre notas doces e progressões violentas, mostra como podemos ser maravilhosamente engenhosos, caridosos e criativos, mas também estúpidos, cruéis e destruidores. Sob a perspectiva de quem observa nossos erros e acertos do lado de fora, a LAIKA traz um aviso à nossa consciência e uma lição de humildade aos humanos, espécie tão ensimesmada que se esquece de sua incrível capacidade.

O arranjo merece uma descrição à parte. Ele nos leva pela mão, apresentando, com a inocência e a candura dos elementos, as peripécias de homens e mulheres que construíram esse planeta em que habitamos. Tudo isso leva à brutal ruptura de nossa frágil atmosfera até os confins do desconhecido. Agora o espaço é verdadeiramente tridimensional, apresentado com força sinestésica, emoções e sensações profundas de quem, finalmente, compreende seu papel, seu tamanho, sua força. É, literalmente, uma viagem pelo tempo, pelo espaço e por nossas consciências.

O videoclipe é um conto animado do que já foi, do que será e do que poderia ter sido. Também é o resgate de uma linguagem pura, básica, instintiva, a essência da arte humana. A narrativa apresenta nossas conquistas e tragédias com a mesma leveza, como quem observa outra espécie com curiosidade e deslumbramento. Com ilustrações e animações todas produzidas por Rafael Lago, guitarrista da LAIKA, "Pálido Ponto Azul" é, ao mesmo tempo, um clipe pretensioso e humilde, grandioso e simplório, triste e extasiante. Paradoxal, assim como nossa existência.




CONTATOS
REDES SOCIAIS



Nenhum comentário:

Postar um comentário