IRON MAIDEN - Lança mais um novo álbum ao vivo com o mais do mesmo

[Crítica] - NOTA - 4,5


Aces High? The Trooper? Fear of the Dark? Run to the Hills? Hallowed Be Thy Name? Sim... estão todas elas na nova "coletânea ao vivo" da banda.



Nights of the Dead, Legacy of the Beast: Live in Mexico City - 2020
Lançamento: 20.11 / País: Inglaterra

Como uma banda como o IRON MAIDEN, com um catálogo invejável, com a maior coleção de músicas sensacionais em uma discografia, insiste em tocar sempre as mesmas músicas? Por que? 

Essa história de que é porque o fã quer ouvir, quer ver... Isso não me desce. Muitas bandas do mesmo patamar fizeram shows especiais nos últimos anos tocando álbuns na íntegra, lados B´s, músicas nunca tocadas, e o MAIDEN faz o que? Toca "Fear of the Dark"... Porque é cômodo...

Por que não tocaram o "Seventh Son of a Seventh Son" na íntegra pelos seus 30 anos em 2018. Ou até mesmo o álbum "Iron Maiden" por seus 40 anos, ou ainda, o "No Prayer for the Dying" por seus 30 anos, já que este ao vivo foi lançado em 2020? (Do "No Prayer..." então, coitado, não tocam nada dele desde o "Raising Hell" em 1993). Por que não surpreender os fãs nesse fim de carreira com músicas nunca antes tocadas, como "Alexander The Great", "Sea of Madness", "Quest for Fire", "Gangland"? Sei lá, coisas do tipo... Acho que faria mais jus ao nome da turnê.

Entre 2005 e 2008 a banda até fez alguns shows temáticos, como o "Eddie Rips Up the World Tour" em 2005, tocando apenas os quatro primeiros álbuns, ou o "A Matter of Life and Death" na íntegra em 2006, ou a turnê "Somewhere Back in Time" em 2008 que, ao contrário dos dois primeiros, que só existem em Bootlegs infelizmente, este gerou o DVD e CD "Flight 666". Shows fantásticos! 

Mas, e sobre "Nights of the Dead, Legacy of the Beast: Live in Mexico City"? Cara, é igual a todos os outros ao vivo desde que o Bruce voltou. A diferença é que, nos anteriores, eles tocavam músicas do álbum recém lançado, e que a banda soa mais cansada. E temos, sei lá, a 10ª versão de "Aces High", "The Trooper" e "The Number of the Beast" a vivo...

É engraçado ver o fã (aquele fã...) comemorando o fato de ter a música "For the Greater Good of God" no repertorio como se, pelo fato de ter esta faixa de "diferente", salva o show! E cá pra nós, a versão dela não ficou lá essas coisas. Bruce sofrendo, erros de tempo... enfim... é mais fácil tocar "Firó, Firó".

Pode até parecer que não gosto da banda e tal. Mas é muito pelo contrário, o primeiro álbum de Heavy Metal que escutei na vida foi do IRON MAIDEN, minha forma de cantar tem mais de 30 anos de influência escutando a banda, mas não sou mais aquele fã(nático) que passa pano a todo lançamento. Apesar de já serem senhores, mandando muito bem por sinal (aliás, estou numa idade onde todos os meus heróis são senhores), espero ser surpreendido, exatamente por isso. Mas, enfim... minha opinião.

Veja o setlist e tire suas conclusões.

Tracklist:
01 – Churchill’s Speech
02 – Aces High
03 – Where Eagles Dare
04 – 2 Minutes To Midnight
05 – The Clansman
06 – The Trooper
07 – Revelations
08 – For The Greater Good Of God
09 – The Wicker Man
10 – Sign Of The Cross
11 – Flight Of Icarus
12 – Fear Of The Dark
13 – Iron Maiden
14 – The Number Of The Beast
15 – The Evil That Men Do
16 – Hallowed Be Thy Name
17 – Run To The Hills


Nenhum comentário:

Postar um comentário