HRANICE ABYSSS lança vídeo de estreia: “Violation Of Human Condition”

A banda busca a união do visceral com a beleza estética, da pura catarse à sublimação. 




Inspirados nesses conceitos, a banda lança o single junto com o videoclipe de estreia “Violation Of Human Condition” através da SLAM WORLDWIDE. Com diversas influências, passando de THE BLACK DAHLIA MURDER, CATTLE DECAPTATION, NECROPHAGIST, DEATH, LAMB OF GOD e SLAYER, mesclando com visões mais modernas de bandas como MESHUGGAH, SLIPKNOT e DECAPITED, e contemplando produções do DREAM THEATER e do PORCUPINE TREE, HRANICE ABYSSS é a nova aposta do Death Metal/Deathcore e entrega um trabalho profissional, moderno e com letras reflexivas, que trazem a questões filosóficas da indústria cultural de Adorno e Horkheimer, do niilismo e a vida liberta de Nietzsche, das relações líquidas de Bauman e das simulações de Baudrillard.

Visitamos a psicanálise Freudiana e utilizando a poética Byronesca, para levantar questionamentos sobre onde se encaixa o homem pós moderno, dos seus complexos e traumas, a ressignificação da vida, das relações afetivas. Nesse mundo midiático em que tudo é um produto e os espaços mentais estão cada vez menores, queremos encarar o abismo e contemplar o vazio que assola nossa alma para encontrarmos o nosso significado e o transformar em arte”, explica a banda.

Em agosto de 2020, o guitarrista brasileiro Henrique De Fina e o vocalista brasileiro Vic Ferreira uniram forças para para criar o HRANICE ABYSSS, um projeto moderno e artístico, que acredita que é possível produzir muito, com qualidade e com pouco recurso. A banda ganha notoriedade por ser DIY (Do It Yourself), produzem, dirigem e gravam todo seu material, desde os vídeos até o EP. Desde o início, a ideia era fazer tudo e poder ter controle para apresentar um projeto de qualidade e profissionalismo.

Violation Of Human Condition” marca a estreia da banda no mercado musical, e antecipa o primeiro EP da carreira, intutulado “Aphagy”, que será lançado em 2021.




Nenhum comentário:

Postar um comentário