LIGANTE ANFETAMÍNICO lança financiamento coletivo para o clipe “Te Encontrei”

O objetivo do financiamento é levantar fundos para uma campanha de lançamento do videoclipe, por todo o país e mais.


Após lançar “Dissintonia” em gostos de 2020, que trouxe excelentes resultados e continua rendendo bons frutos para os ligantes, clipe que teve premiação, em dois editais, um FAC da Feevale e também foi contemplado, por um edital municipal em Caxias do Sul – RS através da lei emergencial “Aldir Blanc” Lei Nº 14.017, de 2020, devido a pandemia, sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública. Este mesmo Vídeo Clipe que já teve exibições canais de TV fechada como o Music Box Brazil, e outras de suas exibições na COM Brasil TV. A Ligante Anfetamínico iniciou uma campanha de financiamento coletivo para um lançamento especial, do clipe de “Te Encontrei”.


A banda conta com o apoio do público para fazer o registro audiovisual, de uma das músicas mais emblemáticas da carreira da da banda. A ideia é conseguir bancar o trabalho da Nitro Sound e Vídeo e contar com o trabalho de produção e direção do Maicon Benatto ”, revelou o vocalista Márcio Selistre (Esqueleto).

E pra fazer isso acontecer do modo que eles imaginaram, a banda resolveu começar um financiamento coletivo no site Catarse:https://www.catarse.me/ligante

O objetivo do financiamento é levantar fundos para uma campanha de lançamento do videoclipe, por todo o país e mais. O lançamento do clipe está sendo feito por meio de crowdfunding na plataforma https://www.catarse.me/ligante



A campanha é por tempo limitado e quem quiser pode contribuir com qualquer valor ou adquirindo as recompensas.


https://youtu.be/vW3ZYtfzssU

Os variados prêmios incluem desde participações em videoclipe da banda e camisa exclusiva, Revistas Pôster + CD, Canecas, Camisetas, Moletons, Quadro autografado, nome e dedicatória no clipe, jantar exclusivo com a banda em no Jaime Rocha, São Patrício ou Cachaçaria Sarau, até as excêntricas Jaquetas do Vocalista Esqueleto, um som do Esqueleto + duas fitas cassetes, Esculturas e trabalhos exclusivos do Ale Amorim, Sessão de Tatuagem com Fantasma Tattoo e degustação de cerveja e sessão de fotos exclusiva.

Sobre a Ligante Anfetamínico:

 



No ano de 1998 nasce a LIGANTE ANFETAMÍNICO, a banda que viria a se tornar o expoente máximo do

punk rock da serra gaúcha. Surge com muita personalidade e estilo definidos.

Criatividade e produção incessantes tornam-se, pouco a pouco, a marca desta banda que teve a coragem de romper com o cover e mostrar somente trabalhos autorais. De fato, a consagração de anos de um trabalho diário de divulgação e compromissos será, enfim. Mudaram os meios de distribuição, as rádios viraram on line, as redes sociais vieram para ficar e

criar a conexão entre o artista e o público e a Ligante não parou no tempo atualmente é uma das bandas que mais atende solicitações de entrevistas nas redes sociais, que mais toca nas diversas rádios web espalhadas pelo Brasil. Suas redes sociais crescem mais e mais a cada dia. Poucas bandas autorais surgidas na serra gaúcha se deram ao luxo de completar mais de 20 anos

de trajetória ininterrupta. A Ligante Anfetamínico, nome que ninguém esquecerá no dia em que se biografar a história do punk e da cena underground de Caxias do Sul RS.

Nascida no bairro Cruzeiro a Ligante passou por diversas fases, com diversos componentes. Ora puxou mais para o punk e hardcore, ora para o rock, mas sempre se manteve independente. Com influências de Os Replicantes, Sex Pistols e Ramones, a banda LIGANTE ANFETAMÍNICO, do bairro Cruzeiro, em Caxias do Sul RS.

Os garotos nunca esconderam a grande referência que são os replicantes e o cantor Wander Wildner, ex-Replicantes. Aliás, o nome da banda é inspirado num demo-tape chamado "Punk Rock Anfetamínico Que Matou a Modelo", da primeira banda de punk brega, o Sangue Sujo.

A Ligante Anfetamínico hoje é composta por:
Esqueleto vocalista, que está desde o início,
Luciano Paim, baterista, fundador da banda,
Jocemar Boeira (JM) guitarrista e
Anderson Severo (Tchaina) como baixista.

Discografia:A banda caxiense tem duas demo tapes, lançadas em fita cassete e três CDs de estúdio gravados, 3 singles, um DVD com a história da banda, 3 coletâneas: Demo Atlântida (2002 ), 20 anos de Ligadeira em vinil 2020 e a coletânea Lembra?? em cd com 25 músicas em 2021.

Redes Sociais Fique ligado e Siga a Ligante Anfetamínico:

Nenhum comentário:

Postar um comentário