GUS G. 'Não diria não' se OZZY OSBOURNE o pedisse para tocar em sua banda novamente

O virtuoso da guitarra grega Gus G., que se juntou à banda de Ozzy Osbourne há uma década, foi questionado em uma nova entrevista para o Guitar World como ele descobriu que não estava mais no lendário grupo de cantores de heavy metal. 


"Sharon [Osbourne , esposa e empresário de Ozzy] me ligou em casa", disse ele. "Eu estava meio que esperando. Eles anunciaram um festival e eu estava esperando para ouvir de volta o que iria acontecer. E então, eventualmente, ela me ligou. Acho que foi no meio da noite, porque nós temos uma grande diferença de fuso horário. Ela me ligou na Grécia e disse: 'Eu só queria que você soubesse pessoalmente, para que você não descubra online, vamos fazer o tour de despedida, Zakk está voltando para isso.' E eu estava, tipo, 'Não se preocupe. Sem problemas.' E eu agradeci a ela por tudo que eles fizeram por mim. Ainda estamos nos dando bem, então, sem problemas. "

Questionado se algum dia consideraria trabalhar com Ozzy novamente, Gus disse: "Acho que é mais uma pergunta que você tem que fazer a ele. [Risos] É bastante óbvio, eu não diria não se ele me ligasse e quisesse tocar em um show ou em um álbum. Adorei meu tempo com ele e é claro que faria de novo. Acho que é mais uma questão para ele - porque ele pode escolher com quem trabalhar. Eu não acho que há um guitarrista na terra que recusaria isso ... ou talvez houvesse, não sei. [Risos]"


Em 2018, Gus disse ao TrueMetal.it que "foi um pequeno alívio" descobrir que Ozzy estava voltando com seu parceiro de longa data Zakk Wylde . "Eu estava meio cansado de esperar por todos esses anos, sem ouvir nada sobre possíveis turnês ou atividades de gravação", disse Gus . "Claro, [ Ozzy ] estava muito ocupado com BLACK SABBATH - eu entendo isso - mas no meio de tudo isso, haveria todos esses únicos [ Ozzy solo] shows aparecendo e eu tive que me colocar à disposição para isso. Mas nunca houve ... eu senti que não havia ... eu não vi nenhuma coisa surgindo para o futuro, sabe? Então, por mais que eu ame estar naquela banda e trabalhar com ele, de certa forma, foi um pouco sem saída para mim, falando pessoalmente. Claro, agora ele vai fazer uma grande turnê de novo e se despedir, e isso é ótimo para ele, mas não foi uma coisa criativa para mim. "

Foi anunciado em abril de 2017 que Wylde voltaria ao grupo de apoio de Ozzy em todas as datas de seus próximos shows solo. A programação de turnê de Osbourne também inclui Rob "Blasko" Nicholson no baixo, Tommy Clufetos na bateria e Adam Wakeman nos teclados.

Gus, que tocou no último álbum de estúdio de Ozzy, "Scream" de 2010 , disse a TrueMetal.it que parte de sua frustração resultou do fato de que ele não foi informado com muita antecedência quando seus serviços seriam necessários para Ozzy, tornando-o difícil para o guitarrista fazer planos de longo prazo com qualquer um de seus outros projetos. "Nunca houve um anúncio definitivo, como, 'Ei, pessoal, vamos ver vocês no próximo ano' ou algo assim; foi sempre, tipo, 'Veremos o que acontece'", disse ele. "Então, isso é um pouco de incerteza aí, e, claro, eu tinha minha própria banda [e] tinha coisas para fazer,] apareceu. Então foi muito difícil conseguir algumas informações em alguns pontos ... De qualquer forma, você sabe, é assim; essa era a situação. Então, sim, de certa forma, como eu disse, foi um alívio, porque agora posso controlar totalmente o que vou fazer, e essa é uma sensação muito melhor. "

Wylde se juntou à banda de Osbourne há mais três décadas e apoiou o lendário frontman de 1987 a 1995, e novamente em 1998, de 2001 a 2004 e também de 2006 a 2009.

Gus lançará um novo álbum solo, "Quantum Leap" , em 8 de outubro pela AFM Records .

Nenhum comentário:

Postar um comentário