LALO OLIVEIRA questiona as diversas versões sobre a origem da vida.

Natural de Florianópolis-SC, Lalo Oliveira, hoje com 39 anos, começou a tocar guitarra aos 16 anos e logo passou a integrar bandas de punk rock e hardcore da cidade.



Junto com seu crescimento musical nasce, também, um amor pela filosofia e a expansão da consciência. Passando por diversas experiências metafísicas durante a vida, onde se incluíram drogas sintéticas psicodélicas à rituais pagãos, Lalo sempre se questionou sobre a origem da vida no universo. Respostas simplistas e superficiais nunca foram o suficiente, o que fez Lalo se apegar à ciência para explicar seus questionamentos, porém sem nunca negar que o conhecimento científico ainda não consegue explicar certos fenômenos naturais.


Ao compor a música “A Origem”, Lalo refletiu sobre as possibilidades de origem da vida no universo.

Questionamentos como “a vida na Terra surgiu na Terra?” e “o surgimento da vida teve um ponto inicial na história universal ou surgiu e desapareceu, pipocando no cosmos, por milhões de vezes até que, enfim, deu certo?”, foram base para madrugadas de reflexão onde Lalo buscou compreender os diversos conhecimentos sobre a origem da vida sem julgar nem menosprezar o valor de nenhum desses conhecimentos.

Nesse contexto, “A Origem” surge para colocar em discussão sobre o que nos torna humanos. Bota em questão nossa auto-importância no universo onde, sob uma perspectiva cósmica, somos apenas poeira das estrelas concentrada em um ponto chamado “ser humano” que, na escala temporal cósmica, tem uma importância irrelevante no caminho do universo. E isso é o que há de mais lindo em tudo.

“A Origem” está disponível em todas plataformas digitais para apreciação e reflexão de todos e todas.

Ouça aqui:




Nenhum comentário:

Postar um comentário